De saída, Thiago Scuro confessa insatisfação no Cruzeiro

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

15-12-2016 10:31:43

Em sua última entrevista como diretor de futebol do Cruzeiro, Thiago Scuro reconheceu que algo não foi satisfatório em sua passagem pela Raposa. O dirigente chegou a Belo Horizonte no início da temporada, mas seu trabalho não funcionou e teve sua saída confirmada após a última rodada do Campeonato Brasileiro.

“Nos últimos meses vinha refletindo questões conceituais, de onde eu vim, se esse é o caminho. Quando um profissional abre mão de um emprego como esse, é porque algo não foi satisfatório. Não acho legal abrir isso externamente. É uma decisão profissional por entender que onde quero estar em alguns anos o caminho pode ser outro”, avaliou o cartola.

Thiago foi contratado junto ao RB Brasil, de São Paulo. Em Belo Horizonte ele chegou para substituir a função de Alexandre Mattos que já tinha deixado a Toca da Raposa II há mais tempo, mas a diretoria preferiu não colocar outro dirigente de imediato. Suas contratações, porém, foram muito questionadas: na gestão de Scuro, 17 jogadores foram anunciados, mas apenas cinco são utilizados constantemente. Ele, entretanto, avalia de forma positiva seu trabalho na Toca da Raposa.

“Errado nada. O diretor executivo tem papel menos decisivo no futebol do que imprensa e senso comum pensam. Acho que o saldo é positivo, tanto para mim quanto para o Cruzeiro. Acho que isso tende a contribuir para o futuro. Fica um legado de alguns processos, alguns departamentos que não existiam. As situações já noticiadas estão concluídas. O último ato foi a renovação do Dedé. Agora está sendo período de passar o andamento para outras pessoas e deixar tudo de forma organizada para quem estiver no meu lugar. É nesse sentido que estarei dedicado até o sábado", finalizou.

Deixe seu comentário