Vital culpa “pergunta maldosa” de repórter por mal-entendido com Carille

Tiago Salazar - São Paulo,SP

29-09-2019 14:49:02

A polêmica entre Mateus Vital e Fábio Carille tomou conta da repercussão da vitória do Corinthians sobre o Vasco na manhã desse domingo. O meia admitiu que ficou chateado com o técnico, que por sua vez o sacou do time titular desde então. Em entrevista coletiva, Carille evitou se alongar sobre o assunto e, para encerrar, o jogador voltou a falar na zona mista da Arena de Itaquera. Vital explicou que foi induzido por um repórter logo após a derrota do Corinthians para o Independiente del Valle.

“Eu fiquei chateado quando saí aqui na zona mista e um dos colegas de vocês, não sei quem é, não me lembro, falou que o Carille tinha falado que eu e o Pedrinho tínhamos sentido a pressão. Na hora eu fiquei chateado, falei ‘p...’. Fiquei meio baqueado, mas quando cheguei em casa, vi a entrevista e vi que não era nada disso que ele (repórter) tinha falado para mim”, afirmou Mateus Vital.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Me pegou até de surpresa, acho que foi maldosa a pergunta dele. E isso é como eu falei, isso é passado, tenho certeza que não saí por causa daquilo, porque não falei nada demais. Ele achou melhor botar o Sornoza e me tirar. Botei isso na cabeça”, continuou, minimizando o fato de Fábio Carille não tê-lo procurado para conversar.

“Não chegaram em mim e no Pedrinho. Ele (Carille) falou dos jovens e pelo que entendi é que nosso time precisava ser um pouco mais experiente para jogar aquele tipo de jogo, e realmente tem que ser um pouco mais experiente”, concordou.
“Mas, ele não conversou sobre isso com a gente. Acho que a gente não tinha dada o que conversar”, concluiu.


Quem também apaziguou o caso foi o diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves.

“Sempre existe esse trabalho, mas acho que foi feita uma fumaça muito maior do que o acontecido. Foi uma entrevista normal. Ele pode ter se expressado mal, mas não tem crise nenhuma, não tem problema interno. O Mateus ficar chateado é o normal, é o certo. Se ele estivesse feliz fora do time é que estaria errado”.

Nesse domingo, Mateus Vital entrou no segundo tempo, justamente na vaga de Sornoza, em um momento que o Corinthians empatava com o Vasco por 0 a 0 e não estava bem em campo. Um minuto após jovem pisar no campo, o Timão chegou ao gol da vitória graças a Ralf.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?