Títulos, campanhas e números: veja o resumo do currículo de Aguirre, alvo do Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo,SP

22-05-2021 06:00:03

Diego Aguirre é o alvo da diretoria do Corinthians. As negociações estão em andamento e há expectativa para uma definição neste sábado.

O treinador pode ser o 10º estrangeiro a assumir o Timão e está sem trabalhar desde o fim do ano passado, quando deixou o Al-Rayyan, do Catar.

Famoso por montar times reativos, raçudos, com proposta de "futebol vertical", o currículo de Aguirre, 55 anos, não é dos mais vitoriosos, mas contém feitos que podem servir de referência para o seu trabalho.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Logo no início da carreira, em 2002, Aguirre levou o modesto clube uruguaio Plaza Colonia à Pré-Libertadores da América, quando lançou o zagueiro Diego Lugano.

No ano seguinte, assumiu o Peñarol, equipe em que foi jogador e é ídolo. De cara, comandou o clube no título do Campeonato Uruguaio.

Em 2007, o Montevideo Wanderers também chegou à Libertadores por meio do comando de Diego Aguirre.

Na seleção Sub-20 do Uruguai, Aguirre garantiu o país no Mundial da categoria.

Em 2010, retornou ao Peñarol e, de novo, foi campeão nacional, dessa vez com 14 vitórias em 15 jogos. No ano seguinte, foi à final da Libertadores, quando perdeu para o Santos de Neymar.

No Brasil, Diego Aguirre foi campeão Gaúcho e levou o Internacional à semifinal da Liberta, em 2015.

No Atlético-MG, em 2016, foram apenas 31 jogos. Mas, em 2018, ele foi contratado pelo São Paulo.

Com um time em reconstrução após algumas vendas de atletas, Aguirre levou o Tricolor à semifinal do Campeonato Paulista e por muito pouco não eliminou o Corinthians, em Itaquera. Um gol de Rodriguinho, após cobrança de escanteio, nos acréscimos, forçou a disputa de pênaltis, que acabou consagrando Cássio.

No Campeonato Brasileiro, para a surpresa de muita gente, Aguirre fez o São Paulo campeão do primeiro turno. Apesar da queda na segunda metade da competição, a demissão em novembro o pegou de surpresa.

No Catar, Aguirre trabalhou no Al-Rayyan e no Al-Gharafa. Ao todo, foram quase cinco temporadas.

Caso acerte com o Corinthians, Diego Aguirre terá uma semana para conhecer o elenco e treinar antes da estreia do clube no Campeonato Brasileiro, dia 30, contra o Atlético-GO, na Neo Química Arena. Antes, porém, há um compromisso pela Copa Sul-Americana, contra o River Plate-PAR, sem ambição por classificação, também em Itaquera.


Veja os números de Diego Aguirre pelas principais equipes que ele comandou:

Peñarol
Jogos: 56
Vitórias: 31
Empates: 11
Derrotas: 14
Aproveitamento: 61.90%

Internacional
Jogos: 48
Vitórias: 24
Empates: 15
Derrotas: 9
Aproveitamento: 60.42%

Atlético-MG
Jogos: 31
Vitórias: 16
Empates: 7
Derrotas: 8
Aproveitamento: 59.14%

San Lorenzo
Jogos: 57
Vitórias: 29
Empates: 12
Derrotas: 16
Aproveitamento: 57.89%

São Paulo
Jogos: 43
Vitórias: 19
Empates: 15
Derrotas: 9
Aproveitamento: 55.81%

Al Rayyan
Jogos: 35
Vitórias: 18
Empates: 9
Derrotas: 8
Aproveitamento: 60%

Deixe seu comentário