Sylvinho minimiza sofrimento, valoriza vitória e fala sobre polêmicas

São Paulo, SP

24-06-2021 22:04:51

O Corinthians venceu o Sport por 2 a 1 na noite desta quinta-feira, na Neo Química Arena, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Foi o primeiro triunfo de Sylvinho na casa alvinegra, e o técnico gostou do que viu em campo.

"Sim, muito importante vencer em casa, processo que a gente vem de resultados não bons, campeonato difícil, equilibrado, importante somar pontos em casa, e hoje conseguimos. Foi de uma boa performance, marcação alta, buscar situações de gol... Estou feliz pela vitória dos atletas", avaliou o técnico em entrevista coletiva.

Na parte final do segundo tempo, o Timão sofreu um gol e muita pressão dos visitantes. Sylvinho não negou a situação, mas minimizou o caso.

"Um time que está perdendo de 2 a 0, as substituições mesmo do adversário, com dois atacantes, outro de beirada, trouxe. Uma intensidade maior, piorou nos últimos 10 minutos. É normal, conseguimos um contra-ataque, tivemos chance de um terceiro gol. É verdade, momentos difíceis, mas tivemos uma boa partida".

"Teve um gol anulado. O VAR é algo preciso, está correto. Tivemos uma boa performance. Sobre as substituições, o Gustavo cansou, até um pouco antes, segurei o máximo. O Cantillo pediu para sair e o próprio Vitinho também pediu para sair. As substituições foram em decorrência porque os atletas estavam exaustos".

Sylvinho também foi questionado sobre as polêmicas envolvendo o caso de racismo de Danilo Avelar e sobre a chuteira verde de Jô. Fora isso, o treinador falou sobre o retorno de Gustavo Mosquito depois do atacante perder o pai.

Leia toda a entrevista coletiva de Sylvinho:

Impacto do caso Danilo Avelar
"Nós temos pouco tempo, o campeonato é difícil, já dei entrevista (antes do jogo), o clube se posicionou. Sim, é uma situação grave. Me preocupou as relações, tínhamos um dia e meio de treinamento. Quando utilizei a palavra blidar, pode ser também isolar (o elenco do problema), porque tínhamos pouquíssimo tempo para entrar em campo, sem bons resultados em casa. Trabalhamos forte a parte tática, a gente estava preocupado com isso, fizeram bem (o jogo) e foi dessa maneira".

Perda de opções para zaga
"Infelizmente, ainda não houve um tempo, tudo foi muito rápido. Nossa cabeça estava voltada para esse jogo, foi bem direcionado. Gosto muito dos zagueiros que temos, uma mistura de jovens com o Gil, que tem estado muito bem e firme, conhece a função. Os jovens crescendo, precisam maturar, precisam fazer minutos. Enfim, em pouco tempo a gente volta a avaliar isso".

Mosquito bem após perder o pai
"Resposta quase sempre vem do atleta, a verdade é essa. Tema duro, difícil. Eu não gostaria de tocar muito no assunto. É um excepcional atleta, pessoa, uma permanece muita boa, rendimento muito bom. A gente cuida, gerencia, o grupo ajuda, mas a resposta vem do atleta. Enfim, não tenho mais palavras".

Resposta de Jô após polêmica
"O Jô nós tivemos, sim, uma conversa. Assim que ele se colocou à disposição, ele ficou fora de um jogo, teve um intervalo fazendo fisioterapia, e voltou. Conversamos sobre reduzir a área de atuação dele, trazer, tirar o melhor desse atleta, muita retenção, fazendo a defesa sair. Ele entendeu perfeitamente, sabe que isso vai dar uma condição ao time e vai dar a condição a ele ser ajudado. Tem ocorrido esse entendimento do atleta e tem sido bem aproveitado".

Avaliação da base e emprestados
"Todas as possibilidades que tivemos, estamos avaliando desde a nossa chegada, vamos continuar avaliando, eles precisam maturar rápido, já temos outros jovens, tem uma preparação coletiva e uma individual. O atleta responde, e aquele que estiver respondendo terá mais minutos".


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?