Sylvinho lamenta empate, mas valoriza chances criadas pelo Corinthians

São Paulo, SP

19-09-2021 22:18:06

O 1 a 1 com o América-MG neste domingo, na Neo Química Arena, foi o terceiro empate consecutivo do Corinthians. Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Sylvinho lamentou o resultado, mas exaltou as chances criadas pelo Timão no decorrer da partida.

"Hoje, o time deu um passo importante no aspecto de posse de bola, de criar jogadas e situações de gol. Já no primeiro tempo, teve a bola na trave do Gabriel e uma finalização de Róger (Guedes) pé contrário entrando. Depois tivemos mais uma outra situação, no segundo tempo algumas outras. O time criou algumas possibilidades muito boas, infelizmente acabamos não levando a vitória, uma insatisfação de resultado. O goleiro do América foi muito feliz, fez uma boa partida, e nós acabamos ficando com o empate", disse.

"O time criou bastante desde a primeira parte, nós tivemos uma construção depois que nós fizemos o gol, tivemos outras oportunidades. Já coloquei aqui o (chute do) Róger, a bola na trave do Gabriel, um outro cruzamento que houve. Na segunda parte também, Giuliano dentro do gol por duas vezes, uma de cabeça que o goleiro mais uma vez foi muito feliz. O time de uma forma geral criou muito bem, construiu bem. Infelizmente não conseguimos nosso gol, mas temos que melhorar e buscar situações melhores para que a gente consiga ter os pontos, ganhar o jogos que são importantes pra trajetória no campeonato", completou.

Apesar de ter valorizado as oportunidades criadas, Sylvinho reiterou que o time está em um processo de formação com as entradas dos novos reforços. Neste domingo, Willian fez sua reestreia, enquanto Giuliano marcou seu primeiro gol pelo clube.

"Quando analisamos um time, não conseguimos dividir o que é defesa e ataque no sentido geral da construção de um time. Fazemos os treinamentos separados muitas vezes para assimilar conceitos e ideias, desde o didático até uma coisa mais dinâmica. E você vai para jogos e correções. Hoje foi dado um passo importante. O próprio Gabriel Pereira fez um grande jogo, pode atuar e deixar o time também ofensivo. É um meia-atacante, mais atacante do que meia e desenvolve bem a função. O time é completo. O cenário ideal é ter um time que saiba se defender bem e construir bem. É uma conexão de atletas que a gente vai construindo com calma e tranquilidade. O campeonato está andando e temos pressa, mas respeitando os limites dos atletas. Agora, trabalhando com muito afinco e muita dedicação para encontrar os atletas cada vez mais com mais performance", afirmou.


Por fim, Sylvinho revelou que pode acabar mudando o já tradicional esquema 4-1-4-1. No entanto, o treinador ressaltou que o esquema sozinho não resolve partidas, mas sim os jogadores.

"É possível. Você pode ter preferências. Os atletas se movimentam demais. O futebol já faz anos que tem muitas movimentações, atletas fazendo duas funções, times atacando num sistema e defendendo em outros. Esses atletas são ótimos, importantes, fazem duas funções, dão superioridade numérica em setores do campo. Não me apego a sistemas. Esses atletas te propiciam tudo isso. Muitos do que temos nos ajudam em situações diversas e nos ajudam. Vamos buscando o melhor, mas, sim, tudo é possível. Sistemas mudam em decorrência das entradas dos atletas", finalizou.

Confira outros assuntos abordados na coletiva de Sylvinho:

Ausência do lateral-direito João Pedro entre os relacionados:

"O João Pedro é um atleta que está conosco se recuperando, em transição, já voltando com o grupo, adaptando aos treinamentos";

Giuliano pisando na área

"Com relação ao Giuliano, assim como os demais meias, pisou muito a área. São atletas que realmente desenvolvem e devem pisar realmente a área. Alguns encontram uma situação um pouco melhor, outros não. É uma característica do Giuliano. Pouco a pouco ele vai se soltando. Cada um tem uma construção, o Giuliano vai se soltando, acho que é o sétimo jogo dele. O atleta vai ganhando corpo, vai ganhando uma condição maior de jogo e vai desenvolvendo, atuando numa área um pouco maior do campo";

Possibilidade de mais um volante de marcação e atuação do Gabriel Pereira

"Não. Acredito que foi um passo interessante, muito bom para frente. O Gabriel Pereira, já fez essa função em base, é um atleta de uma qualidade técnica muito boa, pode fazer externo, pode fazer por dentro como fez hoje. Nós tínhamos a convicção de que ele poderia fazer sim, ele domina movimentos, fez uma boa partida. O time fica com uma posse de bola mais interessante, mais aguda. É um atleta com virtudes, fez o gol contra o Atlético-GO jogando por fora. Hoje, fez a jogada junto com o Willian do nosso gol de empate. No futebol, assim como na vida, você não consegue ter tudo. Em alguns momentos você vai ter mais posse de bola, vai atacar o time adversário. Às vezes vai ficar mais vulnerável, outras vezes você defende melhor, mas você tem dificuldade para criar jogadas no campo adversário";

Importância do Jô

"No futebol é tudo muito rápido. Vai fazer ainda quatro meses desde a nossa chegada. O Jô é um atleta que não estava em boas condições, em boa forma física, vinha de uma lesão pequena que estava tirando ele dos treinamentos. Eu não lembro bem a situação, não estava a assiduamente nos treinamentos. De repente nós encontramos nele uma situação de retenção, mudando a característica daquele homem de profundidade, fazendo retenção e ajudando o time numa saída de bola, numa construção inclusive de jogo. Ele se sentiu bem, assimilou muito bem. A gente sempre diz que a resposta vem do atleta, é virtude dele. Ele realmente tem feito muito bem esse papel, tem ajudado muito o time para que a gente possa sair e permanecer mais tempo no campo adversário. Tem ajudado bastante a construção do time";

Saída de Giuliano para entrada de Luan

"É um atleta que cansou. E o Luan tem uma qualidade técnica muito boa e um último passe muito bom. Ele é muito inteligente. Tentamos algo diferente para que pudesse nos dar uma luz. Era um cenário que propiciava um último passe que pudesse vir com clareza e luz ali do Luan, já com desgaste muito grande do Giuliano".

Deixe seu comentário