Sem ídolos, Corinthians aposta em "legado de Tite" para cativar a torcida

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

25-12-2016 07:25:22

O Corinthians não viveu um 2016 dos sonhos e viu irem embora do clube diversas referências criadas recentemente, mas acredita ser possível cativar a torcida mesmo sem ídolos dentro de campo. Com Cássio e Danilo na reserva, o Alvinegro acredita que o legado deixado por Tite, de um futebol mais coletivo e valorização de um estilo próprio do Corinthians, ajudará na hora de reconquistar a Fiel.

"Não impacta a ausência de ídolos. Depois do Ronaldo, o Corinthians mudou um pouco a filosofia, inclusive no ano passado tinha vários ídolos, dividia essa responsabilidade. Tinha Jadson, Renato Augusto, Love, Malcom. Acho que o legado do Tite é esse, aliás. O Corinthians deixou de ter o one man show para ser mais coletivo", avaliou o diretor de marketing do clube, Gustavo Herbetta.

O clube tenta reaver a relação com os torcedores após a queda abrupta na presença da torcida durante a reta final do Brasileiro, registrando seguidamente os menores públicos do estádio de Itaquera. Para compensar isso, foi feita inclusive uma redução no preço dos ingressos e a comercialização de pacotes para abater ainda mais o valor pago em partidas disputadas na casa corintiana.

O dirigente, porém, assegurou que o Timão não teve a sua imagem arranhada nem com a má performance dentro de campo nem com os problemas envolvendo a diretoria, que culminaram em um pedido de impeachment do presidente Roberto de Andrade, formulado pela oposição, que deve ser avaliado no começo de 2017 pelos conselheiros.

"A gente continua fazendo nosso trabalho no dia a dia, o Roberto dá uma liberdade total para a gente. As metas traçadas em fevereiro de 2015 a gente continua seguindo.. Desde 2015, nosso objetivo sempre foi captação de receita no curto prazo via alguma alternativa que não fosse campos tradicionais. Por isso o foco no primeiro ano foi Fiel Torcedor", explicou.

Pedindo para o torcedor colocar os pés no chão, já que o Corinthians não fará grandes investimentos visando à próxima temporada, Herbetta assegura que, ao final do atual mandato, a dívida alvinegra, cotada em R$ 390 milhões no ano passado, será diminuída consideravelmente. O objetivo é reduzi-la a menos de R$ 200 milhões.

"É isso que estamos fazendo desde 2015 para diminuir essa dívida. O objetivo é sanar finança. A conta vem sendo paga, a dívida vem sendo sanada, o objetivo do Roberto é diminuí-la. De onde ela veio não sei responder, mas uma hora teríamos de pagar", concluiu.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?