Se chegar, Diego Costa precisará correr atrás do prejuízo no Corinthians

São Paulo, SP

18-01-2022 07:00:20

Diego Costa confirmou sua rescisão de contrato com o Atlético-MG no último domingo e, desde então, o Corinthians vem monitorando sua situação mais de perto. O nome dele ecoava forte desde antes disso, mas somente após uma rescisão sem multa contratual é que o alvinegro mexeria suas peças.

No entanto, o grupo de Sylvinho entrou nesta segunda-feira em sua segunda semana da pré-temporada, com um jogo-treino já realizado, com vitória por 1 a 0 sobre a Inter de Limeira. E um segundo já está marcado, para a próxima quarta, contra o Audax, no período da manhã, no CT Joaquim Grava.

Isso indica, obviamente, que o jogador, se chegasse em breve, estaria aquém, fisicamente falando, do elenco corintiano e precisaria correr atrás dos 100% para iniciar 2022.


Na temporada passada, pelo Galo, ele entrou em campo 19 vezes, marcou cinco gols e participou das conquistas do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Seu último jogo foi no dia 12 de dezembro, pelo jogo de ida da final da Copa do BR, contra o Athletico-PR, quando foi substituído aos 12 minutos do primeiro tempo após duas pancadas em divididas.

Portanto, seria necessária uma pré-temporada forte e direcionada, para que ele chegasse no ritmo dos seus companheiros o mais rápido possível e não adquirisse nenhuma lesão no meio do caminho, principalmente nesse início.

VEJA MAIS:

Para Diego Costa jogar no Corinthians só depende do próprio centroavante
Dúvidas sobre lesões e vida pessoal de Diego Costa não preocupam o Corinthians

O Timão pretende oferecer um contrato até o fim de 2023, ou seja, até o fim do mandato de Duilio Monteiro Alves, e terá o apoio de um patrocinador para custear o salário, considerado alto para os padrões do clube - no Galo, Diego receberia cerca de R$ 20 milhões em um ano.

Atualmente, Jô é o principal 9 do Corinthians. Duilio confirmou em coletiva na última quarta-feira que o clube está de olho no mercado e busca um atacante "de peso", que poderia ser Diego Costa. Em sua carreira, ele já defendeu, além do Galo, Atlético de Madrid e Chelsea.

Deixe seu comentário