No Z4 do returno, Corinthians tenta evitar pior "metade" no Brasileiro

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

08-11-2016 08:32:00

Oswaldo de Oliveira tem missão complicada nas rodadas finais

O Corinthians não vive um bom momento e tenta juntar os cacos após ser goleado por 4 a 0 pelo São Paulo no estádio do Morumbi, no último sábado, mas terá de melhorar bastante seu retrospecto recente caso queira assegurar uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Com o revés e outros resultados da rodada, o time entrou para a "zona de rebaixamento" do returno, além de ter aproveitamento parecido ao dos piores turnos de sua história nos pontos corridos.

Até o momento, os comandados de Cristóvão Borges/Fábio Carille/Oswaldo de Oliveira somaram 16 pontos em 15 partidas disputadas na segunda partte do Campeonato Brasileiro, um aproveitamento de 35% no total. O time é o 17º do returno, com uma campanha pior até do que a do Internacional, dono da mesma pontuação, mas com um saldo de gols de -4, enquanto o Timão possui -7.

Caso mantenha o desempenho, o clube do Parque São Jorge deve somar mais quatro dos 12 pontos possíveis, chegando a 20, igualando os desempenhos apresentados no primeiro turno de 2006, em meio às polêmicas saídas de Carlos Tevez e Javier Mascherano, e no segundo de 2013, quando os comandados de Tite pareceram curtir a ressaca após tantos títulos.

A única vez em que o Corinthians teve um desempenho pior que esses foi na segunda metade do fatídico torneio de 2007, no qual acabou rebaixado pela única vez à Série B. Daquela vez, Iran, Lulinha, Finazzi e companhia só conseguiram somar 18 dos 57 pontos disputados, chegando a um aproveitamento de 31%.

Para superar esse traumático ano e também os outros dois, os corintianos terão a seu favor o fator casa, já que jogam por duas vezes ainda no estádio de Itaquera, contra Internacional e Atlético-PR, esse último confronto direto contra o atual sexto colocado. Ainda que não seja mais garantia de triunfo, o local foi onde os alvinegros conseguiram cinco das suas últimas seis vitórias no ano - a outra foi contra o Santa Cruz, em Cuiabá.

O próximo duelo, porém, será contra o Figueirense, na quarta-feira, dia 16, no estádio Orlando Scarpelli. Frente a um rival que briga para não cair à segunda divisão, a missão será reorganizar o time e se aproveitar dos tropeços dos rivais diretos na briga pelo G6. O último foi o Grêmio, derrotado pelo Sport dentro de casa, que segue um ponto atrás.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?