Mateus Vital associa boa base no Corinthians a novo posicionamento

Tiago Salazar - São Paulo,SP

01-09-2019 06:00:50

Mateus Vital chegou ao Corinthians em janeiro de 2018 e pode-se dizer que agora, depois de pouco mais de um ano e meio de clube, o meia de 21 anos se transformou em titular da equipe.

O ex-jogador do Vasco foi a solução encontrada por Fábio Carille para dar mais criatividade ao ataque corintiano diante da falta de resposta do time com Sornoza e Jadson.

“Desde a parada para a Copa América, o Carille cobra muito o setor ofensivo para que a gente criasse mais oportunidade, tivesse mais chance de fazer o gol, e a gente vem fazendo, as coisas vêm acontecendo”, comentou Vital, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

A boa fase individual de Vital tem relação com seu novo posicionamento em campo. Tantas vezes escalado mais aberto pela ponta esquerda, ao lado de um armador, agora é Vital que joga centralizado, normalmente com Pedrinho de um lado e Clayson ou Everaldo do outro.

“Conversa pessoal não teve, eu fui em busca do meu espaço nos treinamentos, no dia-a-dia. Eu queria ter essa oportunidade no meio, sempre gostei de atuar ali, sempre joguei assim ano Vasco, desde a base, queria ter uma oportunidade ali”, revelou o jogador.

Aprender a marcar e ter preparo físico para aguentar a recomposição são outros pontos em que Mateus Vital teve de evoluir para, enfim, ganhar sequência com o técnico do Corinthians.

“Diversas vezes o Carille me chama para conversar para falar pelo lado do setor defensivo, para que eu possa cobrir um pouco ali. Ele sabe que era uma das minhas dificuldades, porque eu sou mais ofensivo. É isso que ele me cobra, para que eu seja um pouco mais defensivo, para que eu possa ajudar um pouco mais na marcação. Com a bola é o que eu sei fazer, ele sabe”, concluiu.


 

Deixe seu comentário