Luan nega problemas extracampo e fala da relação com Mancini

São Paulo, SP

13-04-2021 10:18:46

Um dos jogadores mais criticados pela torcida do Corinthians atualmente é Luan. O atleta recebe um dos mais altos salários do atual elenco e tem ficado sempre no banco de reservas, sem corresponder às expectativas nas poucas chances que teve. Em entrevista ao SBT, reafirmou seu desejo de superar a má fase e reencontrar seu bom futebol no time que ama.

"Eu respeito a opinião de todos e tento tirar proveito das críticas construtivas. Quando o Corinthians me contratou, eu quis muito vir, porque é o meu sonho desde moleque. Eu sabia que seria a chance da minha vida. Mas o time não encaixou tão bem, veio a pandemia e quando a gente voltou eu não consegui ir bem, acabei saindo e não tendo mais oportunidades. Mas eu respeito, o que eu tenho que fazer é mostrar dentro de campo".

O meia-atacante falou também sobre supostos problemas extracampo. Muitos suspeitam que ele poderia estar deprimido ou focado em outras questões que não o futebol. O camisa 7 negou todas estas possibilidades, garantindo que sua prioridade é o clube.

"É tudo mentira (balada e depressão). As pessoas falam demais e não procuram saber a verdade. Isso não tem nada a ver. Quando eu cheguei no Corinthians foquei muito fora de campo, porque eu sabia que estava realizando um sonho. Então estou me dedicando ao máximo para poder ter oportunidade de jogar, mostrar tudo que o clube acreditou em mim".

Uma das barreiras separando Luan de um bom momento é a da oportunidade. Sem tempo de jogo, não consegue mostrar seu futebol. E o responsável por dar ou não este tempo ao jogador é Vagner Mancini, treinador do time. O atleta conta como perdeu espaço com o técnico e

"Desde quando o Mancini chegou eu tive poucas oportunidades de poder começar jogando. Se perguntar para qualquer jogador, claro que isso faz falta, o ritmo de jogo. Com o jogo contra o Guarani, já estou há quatro sem entrar", comentou: "Com a direção eu tenho uma relação muito boa. E eu falei com o Mancini, perguntei o que teria que melhorar. Pelo que entendi foi mais uma opção dele. Entendo que ele não tem me colocado por opção dele. Mas tenho uma relação tranquila com ele. A gente sempre brinca, conversa. Mas é mais opção dele do que qualquer coisa", completou.

O atleta chegou ao Timão muito badalado, recebendo a camisa 7 do ídolo Marcelinho (Foto: Divulgação)

Com Luan no banco, o Corinthians também não vive grande fase. Apesar de invicto na temporada, o time vem sofrendo e apresenta um futebol muito ruim. Mesmo assim, o camisa 7 não ganha uma chance. Chateado, reitera a vontade de entrar em campo e a vontade de brilhar no clube.

"Acaba me deixando um pouco chateado. Eu quero jogar, quero entrar. Mas foi decisão do Mancini. Eu estou aqui para ajudar. Se precisar de mim, estou 100% motivado. Quero dar essa resposta para o torcedor e para a diretoria, que acreditou em mim".

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?