"Inspirado" por indicação, Marlone diz que sofreu com desgaste recente

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

21-11-2016 23:15:07

O meia Marlone foi eleito pelo técnico Oswaldo de Oliveira como o "melhor em campo disparado" na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, na noite desta segunda-feira, no estádio de Itaquera, que manteve o Alvinegro vivo na briga por uma vaga no G6 do Campeonato Brasileiro. Autor do gol da partida, o atleta mostrou-se contente pelo desempenho e pela indicação ao Prêmio Puskas, anunciada pela manhã, que determina o tento mais bonito da última temporada.

"Uma coisa puxa a outra, sem dúvida. Só de estar entre os 10, concorrendo com Messi, Neymar e grandes atletas consagrados no futebol mundial. Eu representando o Corinthians. Acho que isso já é uma vitória. Se vou ganhar ou não, mas já tenho vitória, que é estar entre os 10. Era um jogo que precisávamos ganhar e ganhamos jogando bem. Isso é fundamental e o time está de parabéns. Fico feliz pelo gol e pela boa partida, por ter ajudado ao time a vencer e ter voltado ao time titular", avaliou, apontando o desgaste pela queda de rendimento nos últimos jogos.

"É normal durante uma temporada um ou dois jogos não você ficar abaixo, mas diminuir por conta do desgaste. Nessa função que faço, de uma bandeirinha à outra, chega um momento que traz desgaste. Depois do jogo contra o Santa Cruz, fiz um gol e dei assistência. Isso me desgastou muito. Era uma viagem muito longa, muito abafada. Logo em seguida teve jogo contra o América-MG e depois até pedi para sair durante o jogo pelo desgaste", avaliou, defendendo suas performances.


"Não vejo de forma que cai de produção. Faz parte da carreira do jogador. A gente não é máquina, é ser humano. Tem hora que infelizmente as coisas não fluem, mas feliz por ter feito boa partida, o gol e felizmente ter voltado ao time titular e ter ajudado. Esse jogo é um clássico, com uma rivalidade que já vem de muito tempo. Fico feliz por ter marcado o gol da vitória", completou o atleta, garantido como titular daqui para frente, segundo Oswaldo.

"Eu estou muito satisfeito com a atuação do Marlone. Ele se recuperou, correu atrás e hoje para mim foi disparado o melhor jogador da partida. Especialmente em um dia que ele pode ganhar o Prêmio Puskas. Espero que ele dê continuidade, muitas possibilidades de ele começar no sábado. Se ele se recuperar plenamente, vai ser difícil de ele não começar", apontou o comandante.

Agora dono de cinco gols na competição, dividindo a artilharia ao lado de Marquinhos Gabriel, Marlone explicou como foi a ansiedade para entrar em campo durante o dia em meio à pressão exercida pela torcida por uma vitória, principalmente depois de saber da lista da Fifa.

"Os grandes homens surgem nos momentos de pressão. A gente vinha fazendo jogos que não estavam agradando a torcida e isso faz parte. Fico feliz por voltar a ser titular e marcar. Vou comemorar com os companheiros. À tarde, ia tirar um cochilo, mas não deu. O celular começou a tocar com todo o mundo mandando mensagem, os companheiros de clube, parabenizando. Foi uma tarde abençoada e agora completou", concluiu o jogador.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?