Gazeta Esportiva

Heróis de 1977 fazem parte da festa com direito a taça no gramado

São Paulo, SP

07/05/17 | 22:01

Conquistar o Campeonato Paulista em cima da Ponte Preta exatamente 40 anos depois do fim da quebra do jejum de títulos mexeu com o Corinthians e sua fanática torcida. Não foram poucas as homenagens vindas das arquibancadas para os heróis de 1977 na tarde desse domingo, em Itaquera. O clube também se mostrou sensibilizado e agradecido, e decidiu manifestar sua gratidão de diversas formas durante o duelo que culminou com o 28º título Estadual do Timão, o primeiro em sua nova casa.

"Dizem que o brasileiro é desmemoriado, mas vimos hoje esse reconhecimento. É muito gratificante. Se melhorar, estraga", comentou Wladimir, atleta que defendeu o Corinthians mais vezes na história (805).


O ex-lateral esquerdo foi o primeiro do time de 1977 a aparecer no telão do estádio quando a partida desse domingo se encaminhava para o seu final. Em seguida, outros ídolos foram ovacionados ao terem os rostos escancarados nos telões.

E as homenagens não pararam por aí. Antes de receberem a taça de campeão, todos os jogadores do atual elenco receberam a camisa listrada do Corinthians com o número 77 nas costas. Os heróis do passado também participaram da festa no gramado e ainda tiveram o privilégio de comemorar com a enorme taça da famosa conquista, que acabou levada do memorial do Parque São Jorge para o campo de Itaquera.

"Isso é muito gratificante, estamos com a família e não há dinheiro que pague. Esse reconhecimento é sinal que fizemos algo muito importante para o Corinthians. Foi muita emoção que vivemos hoje", resumiu Basílio, o eterno Pé de Anjo, responsável por marcar o gol da vitória no terceiro jogo da decisão contra a Ponte Preta, no Morumbi.


Deixe seu comentário