Guilherme vê trocas de técnicos como fator cultural do futebol brasileiro

Daniel Chiesa Gelbaum* - São Paulo,SP

14-10-2016 09:00:14

O Corinthians voltou a vencer depois de seis jogos e encostou novamente na zona de classificação para a Copa Libertadores, mas o principal assunto no clube é a troca no comando técnico do time, com a provável chegada de Oswaldo de Oliveira. Mesmo com o Campeonato Brasileiro na reta final, Guilherme vê a mudança de técnico como algo cultural no futebol brasileiro.

“Isso faz parte da dinâmica do futebol. Essas trocas são parte de uma cultura do futebol e a gente tem que absorver isso de alguma forma positiva. O nosso trabalho dentro de campo e a nossa qualidade não mudam, o que muda, às vezes, é um posicionamento, uma forma de trabalho, mas eu não posso deixar isso mudar minha qualidade e o que eu sei fazer e isso é o mais importante“, afirmou.

 

 

Caso o Timão confirme a contratação do novo treinador, Oswaldo será o quarto comandante do Corinthians na temporada, depois de Tite, Cristóvão Borges e Fábio Carille. Para Guilherme, as constantes mudanças de técnicos têm influência no momento instável da equipe no Brasileiro e cabe aos jogadores se adequarem aos diferentes estilos de comando.

“A gente tem pagado este preço. Neste momento a tabela diz isso, é fato. É inevitável, não tem como negar. Mas no futebol a gente tem que aprender a sofrer, a passar por momentos de instabilidade, para que estes mesmos jogadores e estas mesmas dificuldades se transformem em vitórias e títulos no futuro”, concluiu o meia-atacante.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?