Gobbi diz que Corinthians tem "gestão amadora" e revela conversa com Bandeira de Mello

São Paulo, SP

23-11-2020 08:00:08

Convidado do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, Mário Gobbi Filho, o candidato à presidência do Corinthians, teceu críticas à atual gestão do clube, a qual chamou de "amadora". O mandatário do Timão entre 2012 e 2015 afirmou que enxerga um novo modelo de gestão como a solução para o Alvinegro.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

"O Corinthians precisa mudar o modelo de gestão. Eu voltei para isso. Eu não sou contra esse ou aquele, não sou contra pessoas. Eu estou convicto de que a solução para o clube é um modelo novo de gestão. O Corinthians, como 98% dos clubes do Brasil, mantém uma gestão amadora, uma confraria de amigos", declarou o candidato da chapa “Reconstrução Corinthiana”.

"O Corinthians precisa de uma gestão profissional, com nomes extremamente profissionais, e apolítica, onde se atue somente com princípios administrativos. Eu quero que o Corinthians seja um clube saneado financeiramente. São dois objetivos: que o Corinthians seja um protagonista permanente do futebol mundial e, como é um clube, que ele dê um lazer de excelência aos seus sócios", acrescentou.


Mário Gobbi ainda revelou ter conversado com Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo entre 2013 e 2018. O ex-mandatário rubro-negro foi responsável por reduzir a dívida do clube carioca, o que permitiu o aumento dos investimentos em reforços nos últimos anos.

"O primeiro ato que eu fiz foi foi conversar com o presidente Bandeira de Mello sobre o que ele fez no Flamengo. E são essas as propostas que estão nas redes sociais, o que o Flamengo fez. Perguntei como deram o passe para ele fazer isso. As pessoas são imediatistas, acham que a dívida de R$ 1 bilhão vai ser resolvida em seis meses, ou que o candidato vai bater a varinha mágica e resolver os problemas. Ele me contou as amarguras que passou no Flamengo, e eu me recordo que ele foi achincalhado. Mas ninguém foi bater palmas na casa dele pela situação que ele deixou o clube. O Corinthians está no seguinte pé: ou você o salva, vai saneando, colocando uma gestão profissional, ou daqui a pouco não vai ter mais Corinthians", explicou.

A eleição presidencial do Corinthians, que vai definir o mandatário para o próximo triênio, está agendada para o dia 28 de novembro. Mário Gobbi concorrerá com Duílio Monteiro Alves e Augusto Melo.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?