Gerente de futebol do Corinthians é suspenso preventivamente pelo STJD; confira - Gazeta Esportiva
Gerente de futebol do Corinthians é suspenso preventivamente pelo STJD; confira

Gerente de futebol do Corinthians é suspenso preventivamente pelo STJD; confira

Gazeta Esportiva

Por Redação

21/11/2023 às 14:20

São Paulo, SP

Alessandro Nunes, gerente de futebol do Corinthians, foi suspenso preventivamente pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol) por 30 dias ou até o julgamento do processo em primeira instância devido à tentativa de invasão à sala técnica do VAR no intervalo do jogo contra o Grêmio, antes da data Fifa. José Perdiz de Jesus, presidente do órgão autônomo, deferiu o pedido da Procuradoria de punição preventiva do dirigente.

A suspensão de Alessandro se fundamenta nas imagens de vídeo da tentativa de invasão à sala do VAR na Arena do Grêmio, no intervalo do confronto. O dirigente reclamou da não marcação de pênalti em cima de Matheus Bidu, lance que antecedeu a expulsão de Bruno Méndez.

Além da tentativa de invasão, o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima relatou em súmula ofensas do presidente Duilio Monteiro Alves e de Alessandro, também no intervalo.

"Informo que na saída da equipe de arbitragem do campo de jogo, após término do primeiro tempo, fomos abordados por diretores do  S.C. Corinthians Paulista, na zona mista, vindo em nossa direção de forma grosseira e ostensiva, sendo contidos por policiais. Dentre eles foi possível identificar o presidente Duilio Monteiro Alves, e o gerente de futebol Alessandro Mori Nunes, onde o gerente citado proferiu de forma grosseira e ofensiva as seguintes palavras: 'Vagabundo, você é safado, tendencioso, seu ladrão'. Em seguida o presidente acima citado, foi até a entrada do vestiário da equipe de arbitragem proferindo as seguintes palavras: 'Seu vagabundo, ladrão', informo ainda que o mesmo não conseguiu o acesso ao vestiário da arbitragem devido a intervenção da polícia", relatou o juiz.




"As condutas realizadas pelos referidos denunciados não coincidem com a postura de dirigentes e atletas, agindo os mesmos com violência, falta de ética, bem como outras infrações tipificadas no CBJD", despachou o presidente do STJD.

Duilio também foi denunciado pela Procuradoria do STJD, por "ofender a arbitragem" e "tentativa de invasão do vestiário da arbitragem". Já o zagueiro Bruno Méndez foi indiciado por "jogada violenta", infração que consta no artigo 254 do CBJD.

Conteúdo Patrocinado