Fora de negociação, Jadson fecha 2019 em baixa e precisará se reinventar

São Paulo, SP

16-12-2019 09:00:51

Especulado como uma possível moeda de troca nas conversas por Luan, Jadson não foi incluído na negociação concretizada no último sábado e deve seguir no Corinthians para 2020. O experiente meio-campista, no entanto, vai precisar se reinventar.

Em 2019, Jadson viveu seu pior ano desde que retornou ao futebol brasileiro pela primeira vez, há sete anos, quando deixou o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, para jogar no São Paulo. Mesmo após oito temporadas no leste europeu, o meia obteve bons números logo de cara: 10 gols e 10 assistências.

Mantendo a média da primeira temporada pelo Tricolor Paulista em 2013, Jadson acabou negociado com o Timão no começo de 2014, em troca com Alexandre Pato. Um ano depois de chegar ao Corinthians, o atleta teve sua melhor temporada no Brasil ao terminar 2015 com 16 gols e 21 assistências em 57 jogos. Na ocasião, a equipe, comandada por Tite, foi campeã nacional.


Em 2016, Jadson se transferiu para o Tianin Quanjian, da China, e, com dificuldades na adaptação, voltou ao Timão no ano seguinte, mas não conseguiu obter números a altura de 2015. Foram nove gols e cinco assistências em 48 jogos.

2018 reservou mais uma boa jornada para o meia. Mesmo com um Corinthians oscilante, que foi de campeão paulista a apenas 13º no Campeonato Brasileiro, Jadson manteve a regularidade e encerrou com estatísticas contundentes: 15 gols e 10 assistências em 51 partidas.

O meia, entretanto, caiu bruscamente de rendimento nesta temporada e passou a amargar constantemente o banco de reservas. Com 38 jogos disputados, o veterano só marcou um gol – contra o Ceará, em março, pela terceira fase da Copa do Brasil –, deu duas assistências e jogou o último duelo como titular no começo de setembro.

Apesar de não empolgar em 2019, Jadson foi elogiado pelo presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, e teve seu nome especulado para fazer parte das conversas por Luan. Fora da negociação já concretizada, o camisa 10 alvinegro terá que evoluir em 2020 para ser utilizado por Tiago Nunes, novo técnico do clube.

Veja os números de Jadson por temporada desde que voltou ao Brasil pela primeira vez:

2012: 10 gols e 10 assistências em 69 jogos.
2013: 11 gols e 10 assistências em 48 jogos.
2014: 7 gols e 13 assistências em 43 jogos.
2015: 16 gols e 21 assistências em 57 jogos.
2016: 6 gols e 17 assistências em 30 jogos.
2017: 9 gols e 5 cinco assistências em 48 jogos.
2018: 15 gols e 10 assistências em 51 jogos.
2019: 1 gol e duas assistências em 38 jogos.

Deixe seu comentário