Everaldo lembra horas no bagageiro da bicicleta antes de chegar ao Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo,SP

19-08-2019 11:47:32

Everaldo marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians no sábado e não titubeou. De imediato, prestou sua homenagem ao pai, aquele de quem carrega o mesmo nome e não poupou sacrifícios por 10 anos para que o atacante hoje possa desfrutar do seu talento em uma das maiores equipes do país.

“Eu tinha de 8 a 9 anos, me acompanhou até os 19, foi quando eu saí do América-PE para o Boa Esporte-MG. Já não tinha como ele me acompanhar mais, outra cidade. Foi aí que ele parou de me acompanhar. Comecei a rodar e graças a Deus deu tudo certo. Passei pelo São Bento e no Fluminense, e cheguei aqui no Corinthians”, comentou o atleta na manhã dessa segunda-feira, dando mais detalhes da história revelada ainda no sábado pelo Show de Bola, da Gazeta Esportiva.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Era uma bicicleta só. Ele levava eu e meu irmão. 40 minutos para ir e 40 para voltar”, explicou. “Ele ia pedalando, eu ia no bagageiro e meu irmão na frente (no cano)”.

O irmão citado por Everaldo é Etilyn, lateral de 23 anos do Velo Clube-SP.

“As coisas começaram a mudar para mim. Hoje posso falar que sou um cara realizado, por dar orgulho ao meu pai, toda luta que passamos lá atrás. Para mim é uma felicidade muito grande”, afirmou, ainda tímido diante dos microfones.

“Quando chego para treinar, nos jogos, aí que cai a ficha, dá um choque, porque as coisas aconteceram muito rápido. Um ano e meio atrás eu estava no São Bento, antes no Velo Clube. As coisas aconteceram muito rápido. Para falar a verdade, nem eu esperava que aconteceria assim, tão rápido”, concluiu o pernambucano de Olinda.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?