Gazeta Esportiva

Esposa de ex-zagueiro do Corinthians morre após passar mal em velório do marido

São Paulo, SP

23/07/22 | 16:43 - 23/07/22 | 21:45

Morreu, na noite da última sexta-feira, o ex-jogador Ademir José Gonçalves, aos 75 anos, após um mal súbito, em Santa Bárbara d'Oeste, sua terra natal. Em seu velório neste sábado, sua esposa, Elisabete Aparecida Bagnoli Gonçalves, passou mal e não resistiu. Ela tinha 66 anos.

A confirmação das mortes aconteceu por meio das redes sociais de uma sobrinha do casal, Fernanda Bagnoli Araujo, e o intervalo entre os falecimentos foi de cerca de 12 horas. Eles deixam dois filhos, Gustavo e Bruno.

Ademir foi jogador do Corinthians entre 1972 e 1978, tendo atuado, anteriormente, pelo XV de Piracicaba. Durante o período em que esteve no Timão, ainda foi emprestado ao Guarani. Ao todo, foram 215 jogos com a camisa do clube do Parque São Jorge, com dois gols marcados.

Corinthians, campeão contra a Ponte Preta, no Paulista de 1977. (Foto: Arquivo/Corinthians)

Ao lado de Moisés, também já falecido, foi titular na defesa corintiana na histórica final do Paulista de 1977, diante da Ponte Preta, quando o clube sagrou-se campeão e saiu de uma fila de 23 anos. Em seu site oficial, o Corinthians coloca essa a conquista como a "mais importante" entre os estaduais conquistados.

"O título paulista mais importante da história alvinegra é, até hoje, o de 1977. O Timão estava há praticamente 23 anos sem vencer o torneio. Com um gol de Basílio, o clube venceu a Ponte Preta por 1 a 0 e fez a Fiel Torcida finalmente soltar o grito de campeão estadual mais uma vez. O episódio é nacionalmente conhecido como O Fim do Jejum", escreveu o clube.

Em sua carreira, Ademir atuou, ainda, por Pinheiros-PR e São José. Atualmente, era comentarista esportivo da rádio Luzes da Ribalta, em Santa Bárbara d'Oeste.

Mais para a noite de sábado, o Corinthians lamentou a morte do ex-zagueiro e de sua esposa nas redes sociais. "A todos os familiares e amigos, o Corinthians deseja paz e muita força neste momento de luto e profunda dor".



Deixe seu comentário