Especialista em joelho analisa caso de Mantuan e não vê risco para futuro do atleta

São Paulo, SP

30-10-2020 12:04:03

A lesão de Gustavo Mantuan foi uma péssima notícia para o Corinthians. E o pior é que esta é a terceira vez que o jogador tem problemas com o joelho, o que poderia indicar algum prejuízo na carreira do atleta. O médico Pedro Baches Jorge, que é cirurgião de joelho do Sírio Libanês e Santa Casa, comentou sobre o assunto e disse que a lesão não deve atrapalhar o futuro do meio-campista.

"Se isso vai prejudicar demais a carreira dele ou não? Eu acredito que não. Ele vai perder um pouco de tempo, o que é chato e afeta um pouco o psicológico do atleta, mas ele tem total condição de ter um bom acompanhamento psicológico e depois de fazer muita fisioterapia e muito fortalecimento muscular e, em 7 a 8 meses, ele estará de volta aos gramados renovado.”

Mantuan teve a confirmação do rompimento do ligamento no joelho e se sentiu abalado com a situação. Entretanto, o especialista no assunto explica o que exatamente aconteceu com o jovem enquanto estava na Seleção Olímpica. A reincidência, principalmente para atletas, é algo que pode ocorrer.

“Sobre o caso, há dois anos ele teve uma ruptura de um lado, depois de um ano teve a ruptura do outro lado e agora teve uma re-ruptura. O que acontece é que depois que você rompe o cruzado anterior, a chance de romper novamente nos próximos dois anos o mesmo ou o ligamento contra lateral é de 38%. Isso ocorre devido ao desequilíbrio muscular no retorno ao esporte. É muito importante trabalhar o equilíbrio muscular, mas mesmo assim ainda pode ocorrer uma nova lesão. Hoje o Gustavo teve uma re-ruptura que pode acontecer por alguns motivos: falha de técnica (o que provavelmente não aconteceu); o enxerto não integrar e assim o ligamento não cicatrizar direito; e pode ocorrer também, o que acontece no futebol muitas vezes, por um novo trauma. Portanto, provavelmente o atleta estava com o joelho super bom e com o novo trauma ele acabou rompendo o ligamento cruzado anterior novamente".

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O tempo de recuperação é o que mais preocupa o atleta, que vinha tendo a melhor oportunidade na carreira como titular do Timão. Após a cirurgia, os próximos meses serão de foco total na recuperação, para evitar uma nova lesão e permitir que o jogador volte a atuar em alto nível.

"Agora é necessário fazer uma nova cirurgia, o que ele já vai fazer, e a tendência é ficar bem e voltar aos gramados. O importante agora é uma boa cirurgia, e depois uma excelente reabilitação. Feito tudo isso, ele deve voltar ao gramado com condições totais daqui a 7 ou 8 meses".

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?