Corinthians já dependeu de rivais, mas acabou eliminado duas vezes por não fazer a própria parte

Tiago Salazar - São Paulo,SP

25-07-2020 05:15:28

Desde o fim da 11ª rodada do Campeonato Paulista, muito tem se falado sobre a torcida que os corintianos terão de exercer para que o Guarani não vença o São Paulo no próximo domingo. Um triunfo do Bugre despacharia o Timão do torneio independentemente de qualquer outro resultado.

Mas, é bom o atual tricampeão olhar para o próprio umbigo, como reza a expressão popular. Afinal, o próprio clube do Parque São Jorge já pagou caro por não cumprir a sua parte dentro de campo.


Lição 1

Em 2008, o Corinthians chegou à última rodada da primeira fase do Estadual precisando vencer o Noroeste e de olho no embate entre Santos e Ponte Preta. No fim, o Peixe arrancou um empate com a Macaca, que brigava diretamente com o time da Capital por uma vaga às semifinais, mas o Corinthians foi derrotado pelo Noroeste por 3 a 2, em Bauru

Conclusão, apesar da ‘ajuda’ do rival praiano, o então time comandado por Mano Menezes deu adeus ao torneio e viu a Ponte Preta se juntar a São Paulo, Palmeiras e Guaratinguetá na fase de mata-mata.

Lição 2

Na segunda experiência deste tipo, o Corinthians novamente teve Mano Menezes como técnico. Foi em 2014.

Em meio a reconstrução da equipe, após a decisão do clube em tirar Tite do comando, o Corinthians penou no Paulistão e acabou eliminado ainda na penúltima rodada da primeira fase. A disputa era direta com o Ituano. E assim como neste fim de semana, o São Paulo poderia ter dado uma ‘forcinha’.

Naquela oportunidade, o Tricolor do Morumbi complicou a situação do rival da Zona Leste ao perder por 1 a 0, dentro do Morumbi, para a equipe de Itu.

Ainda assim, bastava o Corinthians vencer a Penapolense para ir à última rodada ainda vivo. Não aconteceu. O Timão não passou de um empate sem gols e apenas cumpriu tabela no compromisso seguinte.

Recuperação

De volta a 2020, o Corinthians precisa, mais uma vez, fazer sua parte antes de pensar no resultado da Vila Belmiro. Contra o Oeste, na Arena Barueri, conseguir os três pontos é fundamental para o alvinegro. Só assim os corintianos terão a possibilidade de comemorar a ida às quartas de final mediante a um tropeço do Guarani. A definição também pode até sair por meio dos critérios de desempate, o que faz com que seja importante para o Corinthians não só vencer, como também fazê-lo por, no mínimo, dois gols de diferença.

“Nossa sensação é que temos que fazer a nossa parte, ganhar a partida e, obviamente, esperar depois o resultado da equipe do Guarani, mas sempre pensando no que temos que fazer nós, Corinthians, e melhorar muito o que cada um pode fazer dentro de campo”, avisou Mauro Boselli.

Veja as possibilidades aqui!

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?