Conselheira do Corinthians revela ataque machista de colega: "Vai arrumar um tanque de roupa"

Tiago Salazar - São Paulo,SP

12-11-2021 17:50:11

Analu Tomé, conselheira do Corinthians eleita em novembro do ano passado pela primeira vez, publicou em sua própria conta do Twitter, nesta sexta-feira, um comentário machista direcionado a ela por Manoel Ramos Evangelista, o Mané da Carne, conselheiro vitalício do clube e de trânsito livre na atual diretoria, durante uma conversa em um grupo de Whatsapp.

"Vai arrumar um tanque de roupa para se divertir", diz o trecho da mensagem que gerou a polêmica.

Analu Tomé postou a mensagem polêmica de Mané da Carne em sua conta no Twitter (Foto: Reprodução)

A Gazeta Esportiva entrou em contato com Analu Tomé, que revelou ter procurado André Luiz Oliveira, o André Negão, presidente da Comissão de Ética e Disciplina do clube.

"Eu sou conselheira trienal, nós temos um grupo do Conselho no Whatsapp. Não é um grupo oficial do Corinthians, mas é onde a gente debate várias coisas. E hoje eu estava com outros conselheiros, discutindo sobre um evento filantrópico, que não ia acontecer, e eu estava lá perguntando se não dava para ir atrás de um patrocinador, tentando entender o motivo de não fazerem esse vento. E o Mané, que nem estava participando, escreveu isso pra mim", explicou ela.

"Mas, não é a primeira vez. Somos em 11 mulheres (no Conselho Deliberativo), mas eu sou a mais atuante neste grupo. Ele, toda hora, me ofende, já falou para eu colocar uma melancia no pescoço para aparecer, diz que não sou nada, porque sou trienal e ele é vitalício. Isso ele faz com vários conselheiros. Eu falei com o André Negão e ele falou 'olha, infelizmente, não é um grupo oficial do Corinthians, então, a gente não pode fazer nada'", contou.

"Eu sou da oposição, ele é situação, tem essa parte política, eu acho, porque ele só ofende o pessoal da oposição, mas hoje, pra mim, foi um basta. Chega! Como eu sei que na comissão de ética não se resolve nada, eu avisei que ia para a imprensa", concluiu Analu Tomé, de 51 anos, uma das fundadoras do movimento "Toda Poderosa Corinthiana".

A reportagem também ouviu Mané da Carne, que disse também ter sido atacado no mesmo grupo.

"Ela fica postando coisas há tempos, nunca ofendi ela. Tempos atrás, ela colocou fogo em caixão com meu nome. Aconteceu que eu discordei dela, ela mandou eu tomar remédio, porque que estou velhinho, e eu coloquei aquilo. Não estou vendo ofensa nenhuma. Hoje, falou qualquer m... você está f... na mão delas. Ela está aproveitando para pôr o nome na imprensa. Não tenho nada contra ela. Não ofendi ela".

Questionado se estava arrependido da frase: "vai arrumar um tanque de roupa para se divertir", Mané da Carne, que assumiu a autoria, fez uma comparação com a própria família.

"Isso é uma satisfação, a mulher lavar roupa para família. A minha mulher lava, qual é o problema? Eu tenho quatro filhas e um filho. Tenho o quarto ano do primário (nível de escolaridade). Eu nunca desonrei ninguém. Ela quer publicidade. Mas, no grupo, não existe nada de Corinthians".

Mané da Carne é um conselheiro bastante conhecido e influente no Parque São Jorge, ligado ao grupo que está no poder desde o segundo semestre de 2007. Mesmo sem cargo, é comum ele ir aos jogos do time profissional masculino, como na última quarta-feira, quando esteve no Mineirão para acompanhar a partida entre Atlético-MG e Corinthians. Ao seu lado estava Jacinto Antonio Ribeiro, o Jaça, outro conselheiro que não possui cargo, mas atua sempre próximo aos dirigentes, principalmente nos assuntos relacionados às categorias de base.


Deixe seu comentário