Cássio aceita cobrança de Andrés, admite erros, mas mostra desconhecimento sobre reunião

Tiago Salazar - São Paulo,SP

06-10-2020 15:30:50

A Gazeta Esportiva informou no último sábado que a diretoria do Corinthians, com a presença de Andrés Sanchez, pretendia se reunir com o elenco alvinegro para cobrar uma nova postura dos atletas dentro de campo. Na segunda, dirigentes do departamento de futebol confirmaram a intenção do encontro para esta terça.

Ao ser questionado sobre o tema na entrevista coletiva, antes do treino, principalmente por causa do Corinthians não estar cumprido com todas as obrigações financeiras, Cássio admitiu que procurou se informar, mas que o retorno dado a ele dentro do clube sobre a reunião foi diferente. Ainda assim, defendeu a posição de Andrés Sanchez.

“Essa notícia que tu (repórter) falou é fake news, como hoje em dia as pessoas falam, sobre o Andrés, sobre essa reunião, até porque o Andrés está em todos os jogos, está presente no clube, no CT, e estou te passando isso, porque me passaram que o Andrés já falou que é fake News. O Andrés tem todo direito de cobrar, ele é o presidente do clube, é ele que manda, ele é o chefe e nós somos funcionários. Temos que, dentro de campo, no dia a dia, de trabalhar, tirar o Corinthians dessa situação, melhorar o que não vem acertando, temos um elenco bom, pode ter certeza, nós nos cobramos muito, mas precisamos tentar evoluir e ir em busca de vitórias”.

Pouco depois, ainda durante a mesma entrevista, a reportagem da Gazeta Esportiva explicou a Cássio que a informação da reunião fora confirmada pela própria cúpula alvinegra. O capitão corintiano, então, preferiu não confrontar a afirmação e foi direto para a resposta sobre o questionamento feito em cima do desempenho dos jogadores dentro de campo, inclusive com a abordagem sobre um bico na bola dado pelo próprio goleiro ao fim de um primeiro tempo.

“Esse bico (na bola) foi contra o (Atlético) Goianiense. Acho que a dedicação vem tendo, pode ser que não tenha encaixado bem. Questão de dedicação, empenho, correr, isso fica fácil, vocês têm acesso a isso, tem as comparações, a gente vêm correndo muito, não só agora. É ajuste, muitas vezes as coisas não têm acontecido por ajustes, erros, detalhes. O Brasileiro, esse ano, os jogos estão muito equilibrados, hoje em dia o fator casa não está sendo determinante. Temos de encontrar, tem muito tempo pela frente, concordo contigo, temos errado algumas situações que não costumamos errar, todos nós, me incluo nisso, mas vamos evoluir, subir na tabela, em busca das vitórias”.

O Corinthians encara o Santos, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena. A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube, marcou um protesto na porta do CT Joaquim Grava para acontecer durante o último treino do time.


Deixe seu comentário