Carille treina defesa e libera segundo "rachão" do ano no Corinthians

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

05-05-2017 12:35:40

Manhã foi de descontração no Corinthians antes da final

O técnico Fábio Carille aproveitou a manhã desta sexta-feira para fazer um treino específico aos seus defensores e, sob a forte chuva que caiu na cidade de São Paulo, liberou a parte final da atividade, a penúltima antes da final do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta, domingo, às 16h (de Brasília) no estádio de Itaquera, para que os jogadores realizassem o segundo "rachão" da temporada.

No trabalho destinado à linha formada por Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana, Carille fez questão de ser o principal orientador, rodando a bola de um lado para o outro para explicar o que queria dos quatro quando a Ponte Preta tivesse a redonda em seus pés. Elogioso à performance dos comandados sempre que uma bola era afastada, o treinado levou cerca de 40 minutos para liberá-los ao momento mais esperado pelo elenco: o rachão.

Depois de quitarem seus compromissos com a parte tática, os defensores se juntaram ao restante da equipe titular, que trabalhava o entrosamento com Paulo Roberto e Camacho, as duas novidades para a decisão, e dividiram as equipe para a disputa da segunda atividade recreativa do ano. Além deles, o grupo com mais de 20 reservas também foi encaixado entre os times com ou sem colete,

Atrapalhados pela chuva, os jogadores tiveram sérias dificuldades em marcar gols, com as jogadas normalmente acabando em chutes sem direção. Comandados por Fagner, autor de um dos gols, os sem colete ficaram com a vitória por 4 a 2, mas tiveram de ouvir muitas reclamações após o goleiro Cássio, líder da outra equipe, reclamar que o adversário jogou o tempo inteiro com dois jogadores a mais. Os vencedores, porém, encararam a polêmica como "choro de perdedor" na saída do campo, em meio a muitas risadas.

Concentrados a partir da noite desta sexta-feira, os atletas ainda realizam um treino na manhã do sábado, o último apronto dos titulares visando ao embate contra os campineiros. Por ter vencido a primeira partida por 3 a 0, no Moisés Lucarelli, o Timão pode até perder por dois gols de diferença que vai se sagrar campeão paulista pela 28ª vez em toda a sua história.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?