Futebol

Carille não acredita em mudança de postura da Ferroviária em Itaquera

Tiago Salazar - Araraquara , SP
25/03/2019 10:00:44

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, Notícias

O Corinthians encontrou muita dificuldade para marcar o bom toque de bola da Ferroviária e infiltrar na defesa do time de Araraquara. Neste domingo, no primeiro empate entre as equipes pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico do Timão até tentou adiantar sua marcação para dificultar o uso do goleiro Tadeu, mas, a estratégia pouco surtiu efeito.

“É uma ideia de jogo. A gente errou muito passe simples, entregamos a bola. Até o próprio gol. O Urso perde uma bola que estava no pé dele. Sornoza errou bastante tecnicamente também. Então, quando você pega um time que tem essa proposta de jogo, e passa a entregar passe simples para ele, acaba se perdendo”, comentou o técnico corintiano, descrente de que a postura de seu adversário mudará na próxima quarta, na Arena Corinthians.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“É o futebol que eles vêm apresentando. Fez jogos contra os grandes assim também, é uma ideia de jogo. Acho que mudar sem tempo de treinamento é ruim para eles. Então, acredito que tenham a mesma postura”, afirmou, para falar de seu time em seguida.

“A gente tem a nossa ideia definida lá. Se a gente tiver um número maior de acerto de passe, a gente vai fazer um jogo melhor e tem tudo para construir uma vitória boa”.

Diferente dos jogos anteriores, Júnior Urso pouco apareceu dentro da área de ataque no estádio da Fonte Luminosa. Carille, então, explicou o motivo.

“Para você infiltrar é preciso ter a bola e acertar passe. A partir do momento que a gente não conseguia circular a bola, aí fica difícil para o segundo volante aparecer na área”, disse, ciente de que muita coisa precisará melhorar para o jogo de volta.

“A base é essa que joga na quarta-feira, mas a gente tem que arrumar algumas coisas para fazer um jogo melhor”.

 




×
Quer receber notícias do Corinthians?