Camacho 2020: Peça chave para a transformação que o Corinthians busca

Tiago Salazar - São Paulo,SP

03-04-2020 06:00:16

Camacho deixou o Corinthians em 2018. À época, era peça importante para o elenco, mas a titularidade esbarrava na irregularidade. Deixou o clube, cresceu no Athlético-PR e voltou como peça fundamental para a mudança de filosofia tão desejada pelo clube.

Recuado por Tiago Nunes, o jogador de 30 anos passou a atuar como primeiro homem de meio de campo, com a responsabilidade de acabar com o rótulo de “cão de guarda” que a função normalmente acarreta e dar ao time uma saída de bola com qualidade.

Os números apontam bem para esse trabalho de transição que Camacho tem de fazer entre defesa e ataque. Segundo o Footstats, Camacho detém a maior média de passes por jogo da equipe no Campeonato Paulista, 61.1, e também o melhor aproveitamento neste quesito, com 97.9% de acertos. Também foram 16 lançamentos, 11 certos e média de 2.3 por partida.

Sem a bola, foram 18 desarmes, média de 2.6, a terceira melhor do elenco, e 4 interceptações, o primeiro neste ranking, além de 18 faltas cometidas, atrás apenas de Piton, que fez 19 faltas no Estadual.

Mais à frente, são só 3 passes para finalização dos companheiros e apenas 1 chute ao gol, este para fora, o que evidencia as obrigações na marcação e na construção.

Na Copa Libertadores da América, por exemplo, Camacho foi titular nos dois jogos contra o Guaraní-PAR. E, apesar da eliminação corintiana, o volante foi o segundo jogador do elenco em número de passes e desarmes.

O fato do Corinthians ter levado 11 gols em 11 jogos preocupa e joga pressão em cima de alguém que chegou para o lugar antes ocupado por Ralf ou Gabriel. Não basta apenas ter técnica apurada. Os seis cartões amarelos e um vermelho em nove jogos no ano são exemplos desta dificuldade de adaptação da equipe a um novo sistema.

Mais tempo e treinos serão fundamentais para o Corinthians se entender em campo, principalmente no setor ocupado por Camacho, que precisa proteger a defesa e também dar suporte ao ataque.

Campeão Brasileiro em 2017 e Bicampeão Paulista em 2017 e 2018, Camacho conhece bem o clube, voltou mais maduro e regular para superar a desconfiança inicial. Agora, para se consolidar, precisa colocar em prática todo seu potencial.

CAMACHO

Jogos pelo Corinthians: 86
Títulos: 3
Campeão Brasileiro (2017) e Bicampeão Paulista (2017 e 2018)

Em 2020

Jogos: 9
3 vitórias; 3 derrotas; 3 empates
Gols: 0

No Paulistão

Jogos: 7
Passes para finalização: 3
Cruzamentos: 16 cruzamentos (11 certos e 5 errados)
Desarmes: 18
Lançamentos: 19 (6 certos e 13 errados)
Passes: 428 passes, média de 61.1 e 97.9% de acertos
Cartões: 4


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?