As sete mudanças de Carille tornam Corinthians mais jovem

Tiago Salazar - São Paulo,SP

17-10-2019 07:00:55

Em busca de uma alternativa para o Corinthians criar mais perigo ao adversário no campo de ataque, Fábio Carille resolveu radicalizar contra o Goiás. Atendeu boa parte dos pedidos de torcedores e até mesmo da crítica especializada ao promover sete mudanças na equipe titular em relação ao time que iniciou o clássico com o São Paulo.

Bruno Méndez jogou no lugar de Manoel e Carlos desbancou Danilo Avelar. Pedrinho e Sornoza voltaram das seleções e ficaram com as vagas de Vagner Love e Matheus Jesus, respectivamente. Janderson ganhou oportunidade no setor de Clayson e, na referência, Boselli foi substituído por Gustavo.


As trocas deixaram a equipe mais jovem. No Morumbi, o Corinthians começou o Majestoso com um time que teve 28.7 anos de idade em média. Esse número caiu para 26.3 no Serra Dourada.

Se o recorte for feito apenas nos sete que saíram e nos sete que entraram, a redução é ainda mais acentuada. A média de idade dos sacados da equipe titular é de 28.7, contra uma média de idade de 23.7 das novas apostas. Uma diferença de cinco anos.

Contra o Cruzeiro, em Itaquera, no próximo sábado, a média de idade da equipe titular deve cair ainda mais. Isso porque a tendência é de manutenção daqueles que iniciaram o jogo desta quarta, com duas ressalvas. Cássio e Gil terão de cumprir suspensão.

O goleiro tem 32 anos e deve dar lugar a Walter, que também nasceu em 1987, mas completa 32 anos em novembro. O zagueiro é outro com 32 anos e que será substituído por um atleta mais jovem, Marllon, de 27 anos.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?