Árbitro do jogo de volta contra o Guaraní traz más recordações para o Corinthians

São Paulo, SP

06-02-2020 15:17:43

Depois de perder por 1 a 0 para o Guaraní, no Paraguai, o Corinthians terá que vencer o clube de Assunção para avançar à terceira fase da Libertadores. Nesta quinta-feira, a Conmebol confirmou que o árbitro do jogo decisivo para o Timão será o argentino Néstor Pitana.

O juiz, que é um dos principais nomes da entidade sul-americana, traz recordações negativas para o Corinthians. Pitana foi o responsável por apitar as partidas de volta do time do Parque São Jorge contra o Nacional-URU e Colo-Colo, nos anos de 2016 e 2018, que terminaram com o Timão sendo eliminado da Libertadores.

Em 2016, Corinthians e Nacional empataram sem gols no Uruguai e, no jogo da volta, em Itaquera, os times ficaram no 2 a 2. Por conta do critério do gol marcado fora de casa, os uruguaios eliminaram o Alvinegro nas oitavas de final.

Nessa partida, Pitana marcou dois pênaltis para o Timão. No primeiro, André parou em defesa do goleiro e, no segundo, Marquinhos Gabriel converteu. O árbitro também expulsou Fagner, que deu um pontapé no adversário com o jogo já paralisado.

Já em 2018, o Corinthians foi derrotado pelo Colo-Colo na partida de ida por 1 a 0. Em Itaquera, o Timão venceu por 2 a 1, porém foi novamente eliminado nas oitavas por conta do critério do gol qualificado.


Pitana teve novamente um jogo movimentado para comandar. No primeiro tempo, marcou um pênalti para o Timão, que foi convertido por Jadson. No final da segunda etapa, Danilo Avelar foi expulso por atingir o adversário com o pé de maneira imprudente.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

A partida de volta contra o Guaraní será realizada na quarta-feira da semana que vem, às 21h30, em Itaquera. Antes, o Corinthians receberá a Inter de Limeira, pelo Campeonato Paulista, neste domingo, às 16h.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?