Andrade admite decepção com ano corintiano e despista sobre reforços

José Victor Ligero e Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

02-11-2016 09:00:08

Presidente corintiano negou investidas no meia Wagner e vê Timão em débito neste ano

Sem ter conquistado nenhum dos torneios disputados em 2016 e com a vaga à próxima Copa Libertadores da América ameaçada, o Corinthians teve um ano abaixo do esperado, na avaliação do presidente do clube, Roberto de Andrade. O mandatário, contudo, acredita na classificação para o torneio continental.

A primeira decepção corintiana se deu nas semifinais do Campeonato Paulista, em que foi eliminado para o Grêmio Osasco Audax, em pleno Estádio de Itaquera, nos pênaltis. Nesse mesmo palco, o Timão sucumbiu diante do uruguaio Nacional, nas oitavas da Libertadores. A última eliminação ocorreu há pouco, em outubro, quando perdeu para o Cruzeiro por 4 a 2 e se despediu da Copa do Brasil.

No Campeonato Brasileiro, a equipe faz campanha irregular e ocupa a sétima colocação, com 50 pontos, um a menos que o Atlético-PR, primeiro time dentro do G6.

“Oscilamos bastante. Poderíamos estar numa situação um pouco melhor, mas vamos buscar essa vaga na Libertadores, que vamos ficar felizes se a conseguirmos”, disse o mandatário, presente no lançamento do Campeonato Paulista 2017, realizado na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), na última terça-feira, na Zona Oeste da capital.

Questionado sobre uma suposta negociação com o meio-campista Wagner, que deve rescindir seu contrato com o Tianjin Teda, da China, clube pelo qual atua desde 2015, Roberto de Andrade despista e diz que o pensamento está ainda neste ano, embora tenha confirmado o início de conversas com alguns jogadores.

“Todos nós estamos trabalhando, mas o objetivo e foco principal ainda é o ano de 2016. Queremos nos classificar para a Libertadores, então nosso foco maior continua sendo 2016. Estamos monitorando alguns jogadores, abrindo conversas, mas não tem nada de certo”, concluiu.

Deixe seu comentário