Presidente da Colômbia faz pronunciamento oficial sobre tragédia

São Paulo, SP

29-11-2016 17:14:34

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, pronunciou-se oficialmente sobre o acidente que afetou o avião da Chapecoense e matou mais de 70 pessoas na madrugada desta terça-feira. O líder do país ofereceu suas condolências ao povo brasileiro e à torcida do Verdão do Oeste, que disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional de Medellín na quarta-feira.

“Me comuniquei nesta manhã com o presidente (Michel) Temer, para oferecer pessoalmente minhas condolências ao povo do Brasil e oferecer nossa cooperação neste momento. Quero reiterar, em nome dos colombianos, nossas palavras de apoio aos familiares, diretores e torcedores da Chapecoense. Às famílias dos jornalistas, aos familiares da tripulação, e ao futebol do Brasil, todos afetados por essa tragédia que enluta a região inteira”, disse Santos.

https://twitter.com/JuanManSantos/status/803623117541154821

O chefe de estado da Colômbia, que levou o Prêmio Nobel da Paz de 2016 por liderar um acordo de paz com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), principal guerrilha do país, falou sobre o processo de resgate das vítimas fatais e dos sobreviventes – até o momento, seis.

LEIA MAIS:

“Ao ter conhecimento do acidente, solicitei a Carlos Ivan Marquez, diretor da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastres, aos corpos de socorros e Alfredo Bocanegra, diretor da Aeronáutica Civil (Aerocivil), e foi estabelecido um posto unificado para coordenar as ações de busca e resgate das vítimas. Isso possibilitou o resgate de seis pessoas com vida”, disse.

“A Aeronáutica Civil levou os melhores peritos ao lugar do acidente, estabelecemos comunicações permanentes com as autoridades bolivianas, e a esse momento avança essa investigação sobre as causas da tragédia. Pedi ao diretor da Aerocivil que me mantenha informado”, acrescentou.


Líderes pelo mundo se manifestam nas redes sociais

Chefes de estado de todo o mundo se solidarizaram com a tragédia ocorrida com o elenco da Chapecoense. O presidente da Argentina, Mauricio Macri, que também já presidiu o Boca Juniors, disse em seu Twitter: “O futebol está em dor pela tragédia da Chapecoense. Nossas condolências aos familiares, amigos e a todo o povo brasileiro”.

https://twitter.com/mauriciomacri/status/803649133475033089

Primeiro ministro da Espanha, Mariano Rajoy também usou o Twitter para se manifestar: “Consternação pelo acidente aéreo na Colômbia que deixa numerosas vítimas e assola à torcida da Chapecoense. Minahs condolências”, postou.

https://twitter.com/marianorajoy/status/803636731006382080

O presidente da Bolívia, Evo Morales, dedicou sua “solidariedade e condolências às famílias que perderam seus entes queridos no acidente aéreo na Colômbia”. O voo que caiu de madrugada e vitimou o elenco da Chape tinha saído de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

https://twitter.com/evoespueblo/status/803629817077739521

Ainda no Twitter, o primeiro ministro italiano compartilhou uma postagem da conta oficial da Chapecoense (@ChapecoenseReal) mostrando a comemoração dos atletas após a conquista da vaga na final da Copa Sul-Americana na semana passada.

(Foto: Reprodução)
Primeiro-ministro italiano Matteo Renzi compartilhou publicação da Chape no Twitter (Foto: Reprodução)

Deixe seu comentário