Ministério Público do Trabalho abre investigação para apurar denúncia de assédio sexual contra Caboclo

São Paulo, SP

07-06-2021 14:45:48

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) publicou nota informando que nesta segunda-feira abriu investigação para apurar a denúncia de assédio sexual contra Rogério Caboclo, atual presidente da CBF, afastado do cargo por 30 dias.

A denúncia foi feita por uma funcionária da CBF que não teve seu nome revelado e entregue ao procurador do MPT-RJ, Artur de Azambuja, que agora cuidará da investigação.

''Ao MPT cabe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis no âmbito das relações de trabalho, devendo atuar para prevenir e enfrentar situações de assédio sexual nos ambientes de trabalho'', diz a nota.

Todo o escândalo vem à tona justamente quando a CBF vive um momento de pressão e instabilidade. Jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira ameaçaram não participar da Copa América após o anuncio de que o torneio seria realizado no Brasil. Porém, decidiram jogar.

No próximo domingo, Brasil e Venezuela se enfrentam pela estreia da competição, às 18 horas (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha.

Deixe seu comentário