Dorival questiona ausência do VAR e avalia início pela Seleção: "Resposta muito positiva" - Gazeta Esportiva
Dorival questiona ausência do VAR e avalia início pela Seleção: "Resposta muito positiva"

Dorival questiona ausência do VAR e avalia início pela Seleção: "Resposta muito positiva"

Gazeta Esportiva

Por Redação

26/03/2024 às 21:52

São Paulo, SP

O técnico Dorival Júnior ficou na bronca com a arbitragem após o empate da Seleção Brasileira com a Espanha nesta terça-feira, no Santiago Bernabéu, por 3 a 3. O comandante criticou a atuação do árbitro António Nobre e questionou a ausência do VAR.

A partida amistosa não contou com a presença da arbitragem de vídeo. Dorival e os jogadores brasileiros reclamaram dos dois pênaltis marcados a favor da Espanha.

"Acho muito difícil (não ter VAR). O próprio árbitro está totalmente condicionado, na expectativa que o VAR ajude a definir. Percebi na marcação da primeira penalidade todas as dúvidas possíveis na cabeça dele. Demorou pelo menos uns dez segundos para, depois do apito, apontar para a marca da cal. É um fato isso. Todos estão acostumados, já faz pelo menos cinco anos que temos o apoio do VAR. Não há porque um jogo desse nível, com o futebol veloz como está não termos a possibilidade de contarmos com o apoio", criticou o treinador.




Apesar das reclamações, Dorival retorna ao Brasil com o sentimento de que o saldo é positivo. Ele termina a primeira Data Fifa à frente da Seleção de maneira invicta, com uma vitória e um empate. O comandante avaliou o início de seu trabalho e disse ter gostado do que viu.

"Sempre imaginei que as equipes devem ter equilíbrio entre juventude e a experiência. É natural que tudo aconteceu em um mesmo momento, foram cinco selecionáveis que não estavam em condições de serem convocados. E estamos reunidos há praticamente nove dias, acredito que pelo pouco tempo de trabalho, as respostas foram muito positivas. Enfrentamos dois adversários duríssimos, complicados, que certamente estarão em fases decisivas da próxima Copa do Mundo, assim como o Brasil, se Deus quiser. Para mim, serviu como uma experiência muito importante para esse primeiro primeiro momento que tive com esse grupo de atletas. É um grupo jovem, mas que já nos deu uma resposta muito além do que imaginávamos", analisou.

Dorival foi anunciado como novo treinador do Brasil em janeiro, ocupando o lugar de Fernando Diniz. Ele é a grande aposta da CBF para dirigir a equipe na Copa América, que se inicia em junho, nos Estados Unidos.

A Seleção Brasileira agora volta a campo no amistoso contra o México, marcado para 8 de junho. Em seguida, o time enfrenta o Estados Unidos, no dia 12 de junho, em jogo que antecede a estreia na Copa América, contra a Costa Rica.

Conteúdo Patrocinado