Dorival aponta circunstâncias para Neymar voltar à Seleção e sugere diálogo para melhoria do calendário - Gazeta Esportiva
Dorival aponta circunstâncias para Neymar voltar à Seleção e sugere diálogo para melhoria do calendário

Dorival aponta circunstâncias para Neymar voltar à Seleção e sugere diálogo para melhoria do calendário

Gazeta Esportiva

Por Redação

20/02/2024 às 21:05 • Atualizado: 20/02/2024 às 21:21

São Paulo, SP

Neymar ainda se recupera de grave lesão no joelho esquerdo e deve voltar aos gramados apenas em agosto. Portanto, após a Copa América. No entanto, mesmo ainda com o longo período para o retorno, o craque já é pauta na Seleção Brasileira. Para o técnico Dorival Júnior, o atacante precisa estar bem fisicamente e concentrado para ser convocado outra vez.

"[Neymar é uma opção] desde que esteja totalmente e plenamente recuperado. Já tive uma conversa inicial com ele, e foi muito boa. Neymar é um grande profissional, ele sabe disso e da importância que tem ele estar concentrado e desenvolvendo as suas melhores condições, até porque tudo que ele possui é raro em um atleta. Ele precisa fazer com que isso se transforme em ação e resultados. Em um primeiro momento, pela sua recuperação", disse à TNT Sports Brasil.

Inclusive, na entrevista, o treinador do Brasil confirmou que Neymar está entre os atletas que não têm condição de disputar a Copa América. Além do camisa 10, o goleiro Alisson e os atacante Matheus Cunha e João Pedro, também lesionados, serão desfalques da Amarelinha na competição.

"Em cima de possíveis convocáveis, todos os nomes citados são jogadores importantes e apresentando algum destaque em suas equipes. Estariam sim em uma pré-lista. Em especial, alguns jogadores que tiveram lesões um pouco mais sérias, que são casos de Alisson, Matheus Cunha, João Pedro e até Neymar, fatalmente e totalmente afastados de qualquer possibilidade nesse instante. Não que já estivéssemos definidos pelo nome de um ou de outro. Nessa lista extensa que temos, alguns desses já não nos possibilitariam uma convocação nesse instante", afirmou.




Além disso, Dorival Jr. comentou sobre a possibilidade dos clubes perderem jogadores importantes durante a disputa da Copa América. Até o momento, as competições nacionais não irão parar durante a realização do torneio, que acontecerá entre 20 de junho e 14 de julho, nos Estados Unidos. O técnico sugere que haja diálogo entre a CBF e os times para a melhoria do calendário do futebol nacional.

"Vestir a camisa da Seleção Brasileira sempre foi o maior objetivo de um atleta profissional. Então, em todos os aspectos temos que ter um entendimento e a sensibilidade para entender o momento de cada clube. Entendemos também que estaremos representando nosso país aí fora e precisamos começar a dar uma resposta. Para isso, temos que ter os nossos melhores jogadores. Como também entendemos que estamos em início de temporada no nosso país. Teremos dois amistosos antes da primeira convocação para a Copa América e, aí, teremos período de treinamentos, onde também desfalcaremos nossos clubes por um período", declarou.

"De repente conversarmos para que o número de jogos seja menor nesse espaço para que estejamos com os melhores atletas, não só aqueles que estão na Europa, mas os que estão no nosso país. Precisamos ter esse cuidado, e precisamos começar a dialogar um pouco mais, a nos reunirmos um pouco mais, para que debatamos o futebol brasileiro. Não apenas castigar, jogar pedras, criar problemas e dificuldades. Podemos encontrar um caminho juntos", finalizou o comandante.

Já sob o comando de Dorival Jr., a Seleção Brasileira faz amistosos contra Inglaterra e Espanha, nos dias 23 e 26 de março, respectivamente. A estreia na Copa América será no dia 24 de junho, contra Costa Rica ou Honduras. O Brasil figura no Grupo D do torneio, ao lado também de Colômbia e Paraguai.

Conteúdo Patrocinado