Bruno Guimarães fala sobre jogadores cortados do Brasil e destaca polivalência no meio de campo

São Paulo, SP

30/08/21 | 13:53

Convocado pela Seleção Brasileira para disputar as Eliminatórias, Bruno Guimarães concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira. O meio-campista do Lyon destacou a importância dos jogadores cortados por conta da pandemia de covid-19 e falou sobre o seu papel tático na equipe de Tite.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Atletas que atuam na Inglaterra, na Espanha e na Itália não foram liberados pelas federações nacionais, por conta da situação que o Brasil vive no combate à pandemia do novo coronavírus. Com isso, o técnico convocou outros nove nomes.

“Acredito que vamos sentir falta desses jogadores, que têm bastante bagagem na Seleção. Mas, contra isso, a gente vem com outros jogadores, com muita vontade, e os que nunca vieram, doidos para aprender e ver a metodologia do professor Tite. Acredito que dá para tirar grandes coisas dessa convocação.”

“A gente fica triste por quem não pôde vir. Todos [da Premier League] já se sentem bem aqui. Mas, por outro lado, abre portas para outros jogadores mostrarem seu trabalho”, acrescentou o meio-campista de 23 anos.


Já em relação à parte tática, o volante, que costuma participar da construção ofensiva, entende que dá para contribuir no ataque do time sem comprometer a defesa.

“É entender o momento do jogo, a tática do professor para cada partida. Ele sempre prepara o time de acordo com o adversário. Acredito que terá jogos em que vai dar para pisar na área, mas jogos que terei que ficar mais na cobertura. Tudo vai depender do estilo do jogo e do pensamento do professor para cada partida”, pontuou.

“Eu me sinto à vontade para desempenhar as três funções no meio-campo, apesar de preferir jogar de segundo volante. Essa polivalência sempre me ajudou na minha carreira inteira. Acredito que possa ser um ponto a mais para mim na Seleção”, completou.

O Brasil enfrentará três adversários nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O time treinado por Tite jogará contra o Chile, fora de casa, na quinta-feira, às 22h00 (de Brasília). Em seguida, receberá a Argentina, na Neo Química Arena, às 16h00 do domingo. Por fim, terá pela frente a Seleção Peruana na Arena Pernambuco, em 9 de setembro, às 21h30.

Com 100% de aproveitamento após seis jogos, a Seleção Brasileira soma 18 pontos, quatro a mais do que a Argentina, vice-líder do torneio.

Deixe seu comentário