Futebol/Botafogo

Tropeço do Botafogo deixa evidente momento de crise

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
05/04/2019 12:47:22

Em: Botafogo, Copa do Brasil, Futebol, Notícias

O empate por 1 a 1 com o Juventude, na noite de quinta-feira, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), coloca em xeque a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Mais do que isso, conseguiu expor o momento de crise vivido pelo Glorioso. Com dois meses de atrasos salariais, o plantel se negou a se concentrar e os atletas se apresentaram somente no dia do jogo, o que irritou torcedores e a própria diretoria. Porém, o presidente Nelson Mufarrej não vem conseguindo dinheiro para manter as contas em dia e não pode dar uma resposta rápida aos jogadores.

Hostilizado pela torcida, o técnico Zé Ricardo tratou de defender o elenco.

“Os jogadores me comunicaram a situação. Independentemente de achar certo ou errado, foi uma decisão coletiva. Acredito que não atrapalhou em nada, pois é um grupo profissional, que se doou muito no jogo”, disse Zé.

Zé Ricardo defendeu elenco após empate pela Copa do Brasil (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Mas nem Zé Ricardo parece ter força para dar respaldo ao elenco, pois começou a ter seu trabalho questionado. O time esteve nervoso boa parte do tempo, inclusive com João Paulo sendo expulso no primeiro tempo após agredir um adversário.

Outro que vem sendo questionado e pode sair juntamente com Zé Ricardo em caso de eliminação para o Juventude é o diretor de futebol Anderson Barros, outro alvo constante da torcida.

Dentro de campo o elenco volta aos treinos neste sábado, pois na quinta-feira da próxima semana tem o duelo de volta com o Juventude no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Quem ganhar avança e novo empate forçará a disputa de pênaltis.