Jogadores do Bayern questionam pênalti não marcado contra Real

São Paulo , SP
01/05/2018 19:28:15 — 01/05/2018 19:57:40

Em: Bayern, Futebol Internacional, Liga dos Campeões

Eliminado pelo Real Madrid nas semifinais da Liga dos Campeões da Europa, o Bayern de Munique deixou o Santiago Bernabéu insatisfeito com a arbitragem da partida que terminou empatada por 2 a 2 na tarde desta terça-feira. Desfalques por lesão, o zagueiro Jerome Boateng e o meia Arturo Vidal usaram as redes sociais para questionar o turco Cuneyt Cakir.

Eles reclamam de um pênalti não dado no último lance do primeiro tempo, quando o brasileiro Marcelo cortou um cruzamento com a mão dentro da área do Real. O árbitro mandou o jogo seguir e não assinalou a infração, irritando os alemães em campo.

O chileno Vidal se mostrou mais estarrecido e colérico com a não aplicação do pênalti. “Outra vez. Penal mer…”, escreveu no Instagram. Já o alemão Boateng foi mais comedido na reclamação: “Não foi pênalti? Que isso”, indagou no Twitter. Após a partida, em entrevista coletiva, Marcelo admitiu que a bola pegou em sua mão. “Se eu disser que não tocou, seria mentiroso”, afirmou.

O meia Vidal ficou furioso com a não marcação do pênalti para o Bayern (Foto: Reprodução/Instagram)

O resultado eliminou o Bayern porque o Real venceu o jogo de ida, por 2 a 1, em Munique, na semana passada. Na saída do Santiago Bernabéu, os jogadores do Bayern não esconderam o sentimento de decepção pela queda no torneio, já que a equipe saiu na frente e cedeu a virada com dois erros defensivos antes de buscar o empate.

“Estamos muito, muito decepcionados pela eliminação. Nós demos o nosso melhor, merecíamos avançar para a final”, lamentou o lateral esquerdo Alaba.

“Fizemos uma boa partida. Fico muito chateado por termos sido eliminados. Após o empate houve uma onda de euforia. Agora estamos muito decepcionados”, analisou o zagueiro Sule.

Já o técnico Jupp Heynckes exaltou a atuação de seus comandados, viu o Bayern superior nas duas partidas e atribuiu a eliminação ao goleiro merengue Keylor Navas.

“Fizemos uma partida brilhante. Fomos a melhor equipe no decorrer das duas partidas. Como só acontece no futebol, os detalhes foram decisivos. E a partida do Navas foi espetacular”, avaliou o treinador, que voltará à sua aposentadoria após o término da temporada.

Antes, no entanto, ele comandará o Bayern de Munique nas duas rodadas restantes do Campeonato Alemão, do qual já é o campeão antecipado, e na final da Copa da Alemanha, contra o Eintracht Frankfurt, no dia 19 de maio, em Berlim.