URT dá trabalho, mas Galo vence e vai à 10ª final seguida de Estadual

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

23-04-2016 18:04:05

Rafael Carioca, nos acréscimos, deu números finais à partida (Bruno Cantini/CAM)
Rafael Carioca, nos acréscimos, deu números finais à partida (Bruno Cantini/CAM)

Neste sábado, a URT apostou na retranca para sair com a classificação inédita para a final do Estadual. Apesar da necessidade da vitória, a tática da equipe do interior quase deu certo. Mal, principalmente em termos ofensivos, o Galo teve muitas dificuldades para furar o ferrolho adversário, chegando a levar alguns sustos nos contra-ataques, porém Lucas Pratto e Rafael Carioca afastaram a “zebra” do Independência, garantindo a vitória por 2 a 0 no segundo tempo.

Com o resultado, o Galo garante presença em sua décima decisão seguida de Campeonato Mineiro. Os comandados de Aguirre agora aguardam a definição do adversário, que sairá neste domingo, no duelo entre Cruzeiro e América-MG, no Mineirão. Vale lembrar que o Coelho está em vantagem no confronto e pode perder até por um gol de diferença que, ainda assim, garante presença na final do Estadual.

O Jogo – Como é de praxe nos jogos realizados no Independência, o Galo começou a partida pressionando a URT, porém não levava perigo, já que falhava no último passe. Diante disso, a primeira chance atleticana veio apenas aos 17 minutos e logo numa falha da zaga adversária, que terminou numa cabeçada ruim de Júnior Urso.

Na sequência do primeiro tempo, o Galo seguiu dominando em termos de posse de bola, mas não mostrava criatividade para furar o ferrolho adversário. O jeito foi apostar nos lances de bola parada e foi que assim o Atlético-MG quase marcou, em cobrança de Dátolo, que Follmann bateu roupa antes de a zaga aliviar.

Pratto abriu o placar e garantiu alívio no Horto (Bruno Cantini/CAM)
Pratto abriu o placar e garantiu alívio no Horto (Bruno Cantini/CAM)

Exagerando nas bolas alçadas e em chutes despretensiosos de longa distância, o Galo bem que tentou encontrar alternativas no final da etapa complementar, mas seguia parando no goleiro Follmann e na eficiência defensiva da URT, que pouco saia para o ataque.

Mesmo precisando vencer, a URT manteve a postura defensiva no segundo tempo. A diferença é que a equipe do interior passou a se arriscar mais e só não abriu o placar no começo da etapa final, porque Victor salvou o Galo em desvio perigoso de Ramos. Mais uma vez preso na retranca adversária, o Atlético-MG novamente demorou para levar perigo e, apenas aos 18 minutos, quase marcou com Pratto, após bela jogada de Robinho.

Após alguns sustos e muita apreensão nas arquibancadas, o alívio veio aos 27 minutos. Em boa trama com Robinho, Douglas Santos cruzou para Pratto que, de carrinho, mandou para as redes, tranquilizando a torcida no Horto. Com uma missão quase impossível, a URT até se lançou ao ataque no final, mas, Rafael Carioca, já nos acréscimos marcou o segundo do Galo, confirmando a classificação atleticana.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 0 URT

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 23 de abril de 2016 (sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e Felipe Alan Costa de Oliveira
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Erazo e Leandro Donizete (Atlético-MG); Marco Antônio, Carlos Magno e Mauro Viana (URT)

GOLS: Lucas Pratto aos 27 minutos e Rafael Carioca aos 48 do segundo tempo

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo, Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Cazares), Júnior Urso e Dátolo (Clayton); Robinho (Hyuri) e Lucas Pratto
Técnico: Diego Aguirre

URT: Follmann; Alex Murici, Mauro Viana, Robinho e Rodrigo Crasso; Leandro Santos, Ramos, Marco Antônio (Leomir) e Carlos Magno (Rafael Magalhães); Baloteli e Kelvin (Gabriel Davis)
Técnico: Ademir Fonseca

Deixe seu comentário