Gazeta Esportiva

"Tem que tirar esse cara da arbitragem", dispara Nepomuceno

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

29/06/17 | 22:21

Irritado com a postura do árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva no jogo que o Atlético-MG acabou vencendo o Botafogo por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no Independência, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, foi para a entrevista coletiva após o jogo no lugar do técnico Roger Machado. O mandatário alvinegro lamentou o nível técnico do árbitro e disse que Dewson precisa ser expulso do quadro de arbitragem da CBF.

"Muitas vezes o placar, a vitória, camuflam. Não pode em um jogo desse, e não vim aqui discutir se Fred e Roger deveriam ser expulso. É a falta de critério, falta de preparo para um jogo de decisão, na qual a torcida vem para cá. E vem para atrapalhar nossa vontade e o espetáculo. O recado é bem claro: se dirigente é punido por reclamar, como eu já fui, se o jogador é punido, se o técnico... Eu quero que avaliem bem claro a aplicação de critério para o Atlético e para o Botafogo. Geralmente, quando perde, não se pode falar nada. Mas quando ganha, é a hora chegar, criticar e tirar esse cara da arbitragem", disparou o mandatário.

O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva conseguiu desagradar tanto atleticanos quanto botafoguenses (Foto: Divulgação/CAM)

Dewson conseguiu irritar as duas equipes. O Galo, ao inverter faltas, expulsar o atacante Fred e não dar faltas e cartões parecidos para o Botafogo. Já pelo lado do Glorioso, por terminar o jogo sem respeitar o tempo inteiro dos acréscimos. No fim, alvinegros mineiros e cariocas deixaram o gramado reclamando do dono do apito.

Para o técnico Roger Machado, é preciso observar o nível da arbitragem brasileira.

"Não é uma tendência contra o Atlético, é, na minha opinião, o nível da arbitragem brasileira. Tudo que o presidente falou, já falou em nome do clube. Eu vou me resumir a falar do jogo. Enquanto o jogo teve 11 para cada lado, nós jogamos bem, criamos oportunidades. Depois, mais chances para ampliar e sair com vantagem maior, posteriormente a expulsão do Fred tivemos que reajustar. Mesmo assim tivemos a chance do Moura, defesa muito bonita do Gatito. Grande vantagem, ainda mais com as circunstâncias. Quando tivemos igualdade numérica, fizemos um grande jogo", concluiu o treinador.

Agora, o Galo volta suas atenções para o clássico contra o Cruzeiro, nesse domingo, no Independência, em confronto válido pelo Campeonato Brasileiro.

Deixe seu comentário