Surpreso com Robinho, Aguirre conta com Horto para superar São Paulo

São Paulo, SP

10-05-2016 15:40:40

Decidir uma classificação em casa é uma situação considerada vantajosa para a maioria das equipes. Tal contexto não é diferente para Diego Aguirre, técnico do Atlético-MG, que jogará em seus domínios a partida de volta pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, contra o São Paulo.

“O jogo é importante devido às características dos dois times. Quando fui técnico no Uruguai, tínhamos bom desempenho fazendo o segundo jogo fora, também. Já as equipes brasileiras se fortalecem muito quando jogam em casa. É bom fechar a eliminatória em Belo Horizonte, é muito significativo”, explicou o treinador uruguaio do Galo, durante entrevista ao programa Seleção, do canal Sportv.

“Os jogadores crescem (jogando em casa). Historicamente, o Atlético-MG tem conseguido, jogando o primeiro jogo fora, às vezes perdendo, reverter em casa. Isso é importante, portanto nós temos uma posição para definir em casa, porque fomos o quarto colocado na classificação geral”, acrescentou.

A briga por uma vaga nas semifinais do torneio continental começará nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Morumbi. Uma semana depois, no mesmo horário, as duas equipes definem o classificado no Estádio Independência, popularmente chamado de Horto, na capital mineira, onde o Galo, normalmente, se dá bem em confrontos mata-mata.

Elogios a Robinho

Sobre o atual momento do camisa 7 no Galo, Aguirre reconheceu que se surpreendeu com o desempenho apresentado até aqui do jogador de 32 anos, contratado do Guangzhou Evergrande, da China, considerando-o versátil pelas possibilidades que lhe dá durante os jogos.

“Robinho é um craque e tem condições espetaculares. Está motivado, querendo fazer história, ganhar uma Libertadores, que nunca conseguiu na carreira. Tenho prazer em trabalhar com ele, porque está sempre alegre e, na hora de trabalhar, é sempre profissional”, descreveu o treinador, que chegou ao clube mineiro no fim de 2015.

Nestes pouco mais de três meses de parceria, Aguirre vem utilizando Robinho na meia esquerda com mais frequência, o que não o impede de buscar outras soluções. “Ele pode jogar em qualquer posição. Cria muitos danos (ao adversário) fazendo diagonais, tem muita visão, bom para fazer tabelas e dar assistências. Não tem uma única posição, porque é um grande jogador”, ressaltou o uruguaio.

“Ele mostra sua liderança na hora de entrar em campo, assume a responsabilidade, ele não foge, sempre aparece. A confiança que eu tenho no Robinho é muito importante, estou surpreendido com ele e fundamentalmente ele quer ganhar”, encerrou.

Deixe seu comentário