Futebol/Campeonato Brasileiro

Após estrear, Bill espera por nova chance no Furacão

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
22/05/2018 23:18:14

Em: Athletico-PR, Brasileiro Série A, Futebol, Notícias
Atacante teve primeira oportunidade diante do Fluminense (Miguel Locatelli/CAP)

A derrota do Atlético Paranaense para o Fluminense, no último domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, agravou ainda mais a má fase da equipe rubro-negra, mas pelo menos foi marcante para um jogador em especial. O atacante Bill, artilheiro do Campeonato Paulista da Série A3, entrou no segundo tempo e fez sua estreia pelo Furacão.

“Fiquei feliz pela estreia. Infelizmente, o resultado não foi o que planejamos. Mas tive a oportunidade de jogar quase 20 minutos. Agora, tenho que dar continuidade no trabalho para seguir ajudando”, afirmou o jogador, que teve uma boa chance para balançar as redes após cruzamento de Lucho. “Entrei no jogo e um minuto depois a bola sobrou para mim. Estava muito perto do gol. O Júlio César saiu bem e fez a defesa. Ele foi feliz no lance. Mas vou continuar trabalhando para poder marcar gols com a camisa do Atlético”, emendou.

Bill espera por uma nova oportunidade, que pode pintar no final de semana, no clássico diante do Paraná Clube, na Vila Capanema, em um duelo direto contra a zona de rebaixamento. “Temos que focar no Paraná. Estamos fazendo boas partidas, mas infelizmente os resultados não estão vindo. Tenho certeza que a equipe vai seguir crescendo e uma vitória no domingo nos dará confiança para seguirmos trabalhando e pontuando”, concluiu.

Celular pode render punição ao Furacão – O goleiro Santos foi denunciado pela procuradoria para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode pegar suspensão de um a seis jogos baseado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) pelo uso de aparelhos eletrônicos de comunicação O Atlético-PR também foi denunciado por deixar de cumprir obrigação legal e com multa prevista de até R$ 100 mil pelo 191, inciso I do CBJD. Tudo por conta da utilização de um aparelho celular pelo jogador antes do início da partida diante do Atlético-MG por conta de uma campanha educativa.