Podcast: Flávio Prado avalia fim do camisa 10 no futebol

Podcast: Flávio Prado avalia fim do camisa 10 no futebol
No podcast da Gazeta Esportiva.com, Flávio Prado analisa a falta de espaço para o camisa 10 clássico no futebol moderno. O jornalista cita exemplos de grandes clubes que evoluíram com outro tipo de jogo.

O que é o GE futebol clube?

Gosta de ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do Futebol? Os principais campeonatos, clubes e lances da rodada são discutidos por uma equipe que entende tudo sobre o assunto. Felipe Zboril comanda uma conversa descontraída e bem humorada para tratar sobre os principais acontecimentos do mundo do futebol. Todas as segundas, quartas e sextas-feiras.
Segunda, quartas e sextas às 19:30 - Duração média: 40 minutos




  • Pedro Luiz Lorençon

    De pleno acordo , Flávio. Hoje não há mais figuras como os meia armadores de antigamente, que pensam o time a partir do meio de campo, constroem as jogadas e ditam o ritmo do jogo. Hoje você tem blocos e atuam com intensidade e força. Ontem tivemos um exemplo do que é um meia armador querendo jogar: Lucas Lima. A retração de seu futebol se deve necessariamente a sua vontade de atuar como um meia de armação. Em alguns momentos, como no jogo contra o Goiás e contra o Internacional, com o jogo mais lento do meio para o fim do segundo tempo, pode até dar certo. Mas querer que ele cadencie o jogo no vigor do começo, atrás do trio de ataque, não cabe mais no futebol moderno, principalmente porque, com isto, o time se vê obrigado a segurar volantes e laterais para a marcação. Bons tempo, mas ficaram para trás, ainda que meu maior ídolo seja um paradigma da posição: Ademir da Guia.