Gazeta Esportiva |

Problemas financeiros causam mudanças nas instalações das Paralimpíadas

Atualizado em 19/08/2016 - 17:22:58 Compartilhe
São Paulo , SP
Programa dos Jogos Paralímpicos segue com 22 modalidades (Foto: AFP)
Programa dos Jogos Paralímpicos segue com 22 modalidades (Foto: AFP)

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, os organizadores dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, que serão realizados em setembro, garantiram que os 22 esportes previstos serão realizados, mesmo com os problemas financeiros enfrentados para sediar o evento.

O presidente do Comitê Paralímpico Internacional, Philip Craven, falou sobre os problemas, e anunciou algumas mudanças nos locais de competição de algumas modalidades.

“São 56 anos de Paralimpíadas e nunca havíamos nos deparado com condições como estas”, explicou o dirigente. Ele também falou sobre a possibilidade de haver apoio do governo do Rio de Janeiro para financiar a competição.

Pela manhã, Mário Andrada também havia falado sobre a ajuda governamental para as Paralimpíadas. “Não sabemos o número total, mas temos a confirmação da ajuda do governo”, garantiu o diretor de comunicação dos Jogos.

A organização também anunciou que o Parque Olímpico de Deodoro seguirá recebendo os eventos de hipismo, tiro e futebol de 7, mas será demolido, sobrando apenas as instalações onde os eventos acontecerão. Isso diminuirá o número de funcionários também. A esgrima em cadeira de rodas foi transferida para o Parque da Barra.

Apesar das dificuldades, Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, garantiu que as Paralimpíadas trarão orgulho para o País. “Somos um Brasil que vence, apesar das dificuldades. Nossos atletas vão encantar e orgulhar o país”, afirmou o mandatário.

Os Jogos Paralímpicos começam no dia 7 de setembro, e vão até o dia 18. Para os 11 dias de competição, foram vendidos apenas 12% dos ingressos colocados à disposição.

Comente