Gazeta Esportiva |

Sem medalhas para o Brasil, maratona T54 encerra Paralimpíadas do Rio

Publicado em 18/09/2016 14:34:06 Compartilhe
São Paulo , SP
t54
(Foto: Divulgação/CPB)

Na última disputa dos Jogos Paralímpicos do Rio, o Brasil não conseguiu ganhar medalhas mais uma vez. Disputando a maratona T54, Aline Rocha ficou longe do pódio e Maria de Fátima Chaves não conseguiu sequer terminar a prova.

Nos quarenta quilômetros da competição mais tradicional do atletismo, Maria de Fática não aguentou o ritmo da prova e logo após o décimo quilômetro sofreu com uma hipertermia e precisou se retirar.

Conseguindo acompanhar as líderes durante os três primeiros trechos da maratona, Aline começou a se distanciar do pelotão na virada do 20º quilômetro. Com o passar da prova, a distância foi aumentando e a brasileira cruzou a linha de chegada 4min17s mais tarde que a chinesa Lihong Zou, medalhista de ouro.

Completando o pódio, duas atletas estadunidenses: Tatyana McFadden com a prata e Amanda McGrory com o bronze. O final de prova foi muito disputado, com oito atletas chegando juntas, com apenas oito segundos diferenciando a primeira da oitava colocada.

A maratona feminina T54 marcou o fim da participação do Time Brasil nos Jogos Paralímpicos, além de encerrar as Paralimpíadas como um todo. Com o bronze de Edneusa de Jesus, o país encerrou sua participação histórica com 72 medalhas, superando em muito os 47 pódios de Pequim 2008 – recorde até então do país.

Agora, a partir das 20h (de Brasília), a Cerimônia de Encerramento decretará o fim oficial do evento, passando a chama paralímpica para os organizadores de Tóquio, sede dos Jogos de 2020.

No Rio, foram 14 medalhas de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. A campanha brasileira, contudo, não superou os 21 ouros conquistados em Londres 2012 e nem correspondeu à meta do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que esperava ficar entre os cinco melhores países.

Comente