Venezuela confirma pagamento para transmitir Jogos Olímpicos de Tóquio

AFP - São Paulo,SP

22-07-2021 19:12:52

O governo venezuelano informou nesta quinta-feira ter comprado os direitos para a transmissão dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na quarta-feira, o país havia denunciado que o pagamento para este fim tinha sido bloqueado devido a sanções internacionais.

“Queremos anunciar a primeira vitória da Venezuela nos Jogos Olímpicos e é que o Comitê Olímpico Internacional confirmou que a Venezuela contará com a transmissão oficial da cerimônia de inauguração, das competições, da cerimônia de encerramento e de todos os detalhes”, disse o ministro do Esporte, Mervin Maldonado, em contato do Japão com a TV estatal.

Maldonado detalhou que as Olimpíadas serão transmitidas pelo canal aberto da emissora estatal TVES e “dali [por] todas as fontes informativas do nosso país.”

“A partir de amanhã, 23 de julho, e até o domingo, 8 de agosto, poderão desfrutar de cada uma das competições da nossa delegação nacional”, destacou.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, citou uma “perseguição financeira dos bancos” ao país, o que dificultaria a transmissão das Olimpíadas. (Foto: Handout / Venezuelan Presidency / AFP)

O pagamento aos direitos de transmissão tinha sido bloqueado, segundo o presidente Nicolás Maduro, que denunciou na quarta-feira uma “perseguição financeira dos bancos.”

O governo Maduro tem sido alvo de sanções internacionais encabeçadas pelos Estados Unidos, que não o reconhece como presidente da Venezuela após ter sido reeleito em eleições contestadas em 2018.

Estas medidas dificultam o acesso da nação ao sistema financeiro internacional. Isto já ocorreu com o bloqueio de parte do pagamento para acessar o sistema Covax da OMS para adquirir vacinas contra a covid-19.

Segundo fontes próximas da negociação, a Venezuela pagou 2,5 milhões de dólares (R$ 13 milhões) por direitos limitados para os Jogos mais atípicos da história das Olimpíadas, que ocorrerão entre 23 de julho e 8 de agosto.

O país sul-americano, mergulhado na pior crise econômica da sua história moderna, participa dos Jogos com uma delegação de 43 esportistas e aposta nas vitórias de atletas como Yulimar Rojas, múltipla campeã mundial de salto triplo.

Deixe seu comentário