Lucão diz que o Brasil fez boa partida e valoriza a disputa pelo bronze em Tóquio

São Paulo, SP

05-08-2021 03:50:17

Nesta quinta-feira, o Brasil foi derrotado pelo Comitê Olímpico Russo na semifinal do vôlei masculino e ficará de fora da grande decisão da modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Após a partida, Lucão analisou o desempenho da equipe no confronto, apontando o terceiro set como decisivo para o resultado final.

"Acho que a gente fez uma partida boa. Eles fizeram a reviravolta no terceiro set, que foi complicado. Você está lá em cima e cai uma pedra em você, é difícil de reverter isso. Mas a equipe começou bem no quarto set, começou lá em cima. A gente virou o set, conseguiu ficar na frente, mas eles começaram a ter confiança", disse Lucão à TV Globo.

"Eles cresceram e fizeram o que melhor sabem, sacaram forte e dificultaram a nossa virada de bola, foi o que aconteceu no final do terceiro e do quarto set. A gente sabia que é uma equipe pesada e que tem potência no saque, geralmente isso acontece quando você está confiante. A culpa foi nossa de colocá-los de volta no jogo. Depois, ficou difícil de controlar", completou.


Com a derrota, o Brasil interrompeu uma sequência de quatro finais seguidas no vôlei masculino em Jogos Olímpicos. O país foi ouro em 2004 (Atenas) e 2016 (no Rio), e prata em 2008 (Pequim) e 2012 (Londres). Apesar disso, Lucão valorizou a importância da disputa pelo bronze em Olimpíadas.

"Para ter as três cores em casa. A gente sempre quer chegar na final. Se for pegar o histórico da seleção masculina, a gente está sempre brigando entre os quatro. Durante todo esse tempo, se a gente ficou fora de três ou quatro pódios é muita coisa. Claro que bate uma tristeza quando acaba o jogo, a gente fica decepcionado, mas uma medalha olímpica é uma medalha olímpica, a gente não pode tirar esse valor", afirmou Lucão.

"Eu aprendi isso em Londres, quando perdi o ouro. Fiquei muito triste, mas depois de um tempo você reflete e percebe que ganhou uma medalha de prata. A gente sabe o quão difícil é para o Brasil levar uma medalha para lá, vai estar de excelente tamanho. A gente tem que botar uma pá de cal nesse jogo e esquecê-lo o mais rápido possível, porque virá outra pedreira na disputa pelo bronze", finalizou.

A disputa de bronze está marcada para o próximo sábado, às 01h30 (horário de Brasília). O Brasil terá pela frente o perdedor do confronto entre Argentina e França, que se enfrentam na manhã desta quarta.

Deixe seu comentário