Brasileiros não se classificam para final do salto em distância nas Olimpíadas

São Paulo, SP

31-07-2021 09:48:49

Neste sábado, dois brasileiros disputaram o salto em distância nos Jogos de Tóquio. Samory Uiki e Alexsandro Melo, que estavam em baterias diferentes, não conseguiram se classificar para a disputa das medalhas.

Para atingir a final da categoria seria necessário atingir 8,15m ou estar entre os 12 melhores colocados.

Samory Uiki estava no grupo A, e ficou com a oitava posição de sua bateria, com 7,88m. Já Alexsandro ficou na 15ª colocação do grupo B, com um salto de 6,95m.

' href='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/07/30/884bcd06-a937-4587-8cda-f67b4ba21d90-1024x682.jpg' data-thumb='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2021/07/30/884bcd06-a937-4587-8cda-f67b4ba21d90-1024x682.jpg'>

"Tem Mundial no ano que vem, vou continuar treinando. Fiz um primeiro bom salto para abrir a prova e tentei arriscar nos dois próximos, mas tomei duas faltas. O objetivo era saltar acima de 8 na verdade. Eu já saltei 7,96m, a marca do último qualificado. Tentei arriscar na qualificatória e não deu. Mas estou feliz por estar aqui, nesse estádio, vivendo essa atmosfera, uma experiência maravilhosa. Vivenciar isso aqui, mesmo com pandemia, é maravilhoso. Valeu abrir mão do meu mestrado para estar aqui”, disse Samory, que ficou a 0,8m do finlandês Pulli, classificado para a final com a menor distância.

O grande destaque da prova foi o cubano Juan Miguel Echevarría, que atingiu a melhor marca do dia, com 8,5m. A segunda maior distância pertence ao grego Tedoglou, com 8,22m, seguido pelo japonês Hashioka, com 8,17m.

A final do salto em distância masculina ocorre neste domingo, às 22h20 (de Brasília).

Deixe seu comentário