Brasileiro Keno Machado evita culpar árbitro por derrota apertada no boxe

São Paulo, SP

30-07-2021 03:50:41

Keno "Marley" Machado ficou muito próximo de alcançar a semifinal do boxe na categoria meio-pesado (75 a 81kg).  A derrota desta sexta-feira diante do britânico Benjamin Whittake, em decisão dividida dos juízes (por 3 a 2), foi considerada discutível e acabou com o sonho de medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mas o brasileiro evitou polêmicas ao falar do resultado.

"Não posso culpar os árbitros pelo resultado. Cometi alguns erros e, provavelmente, isso acarretou na derrota. Para eu falar se o resultado foi justo ou não, a avaliação teria que ser feita por um perito nisso", explicou o pugilista, que fez uma análise detalhada do combate.


“Foi uma luta boa, contra um adversário bom também. O inglês tem bastante história no boxe, e estou feliz com o resultado que consegui. Apesar da minha pouca idade, consegui acumular bagagem para fazer o meu primeiro ciclo olímpico tão bem", completou.

A partir de agora, Keno, de apenas 21 anos, mira o futuro e a possibilidade de buscar a vaga para disputar os Jogos de Paris, em três anos. "Foram os meus primeiros Jogos Olímpicos, tenho apenas 21 anos e fiz grandes lutas. Isso se deve à minha destreza e ao trabalho que vem sendo feito no Brasil. Tenho esse ano o Mundial Militar e o Mundial de boxe. Tem Paris em 2024 e, quem sabe, até dois ciclos olímpicos pela frente. Vamos continuar o trabalho para termos resultados melhores em Paris. Não que tenha sido ruim aqui, mas o resultado que queremos é o ouro. É isso que estou buscando”, comentou.

Deixe seu comentário