Destaque do tênis de mesa brasileiro apoia adiamento das Olimpíadas

São Paulo, SP

25-03-2020 13:11:17

Sétimo colocado no ranking mundial e destaque brasileiro no esporte, o mesatenista Hugo Calderano aprovou a decisão anunciada na última terça-feira do Comitê Olímpico Internacional, em conjunto com o governo japonês, de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Acho que a decisão de adiar os Jogos foi correta mesmo. Acho também que eles não tinham muita escolha. Mesmo que o vírus já tivesse ido embora até a data do Jogos Olímpicos, os atletas não teriam se preparado da melhor forma possível. O vírus só está chegando agora tanto na América Latina como na África, então seria muito difícil organizar os Jogos da forma como devem ser organizados. Acho que foi a decisão correta e em um tempo bom", comentou.

Apesar de crer na falta de preparo, Calderano era uma das esperanças de medalha do Brasil nos Jogos. O atleta de apenas 23 anos foi campeão pan-americano no último ano. Esta será sua segunda disputa de Olimpíada, depois de conquistar o nono lugar no Rio em 2016.

Isolado em quarentena desde a semana, Hugo vive na cidade de Ochsenhausen, na Alemanha, há seis anos. Na cidade alemã, defende o time do Liebherr Ochsenhausen. Mesmo com a paralisação de treinos e atividades, o brasileiro acredita que pode atingir bons resultados em 2021.


"Espero muito que os Jogos em 2021 sejam bem-sucedidos. Com certeza, seria uma grande celebração da superação mundial do coronavírus. Foi bem difícil manter a motivação nesses primeiros dias, uma sensação bem estranha. Mas agora já sabemos que os Jogos Olímpicos foram adiados, então teremos provavelmente mais um ano de preparação. Estou confiante", finalizou.

Deixe seu comentário