Brasileiro membro do COI indica que Jogos Olímpicos de Tóquio serão adiados

São Paulo, SP

23-03-2020 21:21:10

O membro do Comitê Olímpico Internacional (COI) Bernard Rajzman, de 62 anos, indicou nesta segunda-feira que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão adiados devido à pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao Globoesporte.com, o brasileiro disse que a decisão da mudança de data das Olimpíadas "será tomada".

"A decisão não está tomada, ela será tomada. Para um bom entendedor... Todo mundo pode imaginar o que vai ocorrer. Temos que pensar no que vai implicar esse comunicado para o mundo de um adiamento eventual. Tem que pensar em tudo, não só no lado do atleta ou do país sede. Tem que pensar no impacto que vai deixar. O mundo vai ficar menos intranquilo", declarou o medalhista olímpico de 1984 e membro da entidade desde 2013.


"A decisão não é oficial, mas ela está praticamente, está encaminhada. Pediu-se um mês, quatro semanas, exatamente para se estudar tudo o que corre com uma Olimpíada. De que forma se adiaria, eventualmente, e de que forma se prejudicasse menos a todos. Todo mundo perde com essa situação do coronavírus. É uma coisa triste que não apaga a chama olímpica. O olimpismo e seus valores também passam por situações nefastas como a que está ocorrendo hoje", acrescentou.

Bernard ainda apontou a dificuldade da questão do adiamento. "É uma situação muito delicada e complexa. As pessoas cobram uma decisão rápida, dando inclusive datas, mas esquecem que é algo muito complexo que passa por governo, comitê organizador de Tóquio, passa pelo mundo, com seus comitês olímpicos nacionais, pelas federações internacionais de cada esporte. Passa por diversas desigualdades. O vírus não atacou todo mundo junto e saiu todo mundo junto. Aos poucos ele se espalhou por todo mundo", esclareceu.

O brasileiro também comentou a fala de Dick Pound, que confirmou a mudança de data do evento. "É a opinião dele. De maneira alguma é uma decisão oficial. Quem decide isso aí é o Comitê Olímpico Internacional encabeçado pelo seu presidente Thomaz Bach, apoiado pelo comitê executivo e todos os membros. Está sendo conversado com os comitês de Tóquio e os nacionais. Ele se antecipa e diz que vai ser para 2021. E se até lá não tiver sido resolvido o problema? Vai ser quando a Olimpíada? Importante é você dizer que vai ser adiado. Que há essa grande possibilidade eu não tenho a menor dúvida. Nem eu nem ninguém", explicou.

No último domingo, o COI anunciou que precisará de 4 semanas para decidir se os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão adiados por conta da doença. Até o momento, as Olimpíadas estão oficialmente previstas para ocorrerem entre 24 de julho a 9 de agosto de 2020.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário