Gazeta Esportiva |

Líder no Rio, EUA investiram quase meio bilhão de reais em esportes em 2015

Em Mais Esportes, Olimpíadas 2016
Publicado em 22/08/2016 09:00:59 Compartilhe
São Paulo , SP
A ginasta norte-americana Simone Biles, que ganhou quatro ouros no Rio, foi a porta-bandeiras dos EUA na cerimônia de encerramento (Foto: Leon Neal/AFP)
A ginasta norte-americana Simone Biles, que ganhou quatro ouros no Rio, foi a porta-bandeiras dos EUA na cerimônia de encerramento (Foto: Leon Neal/AFP)

Os Estados Unidos, mais uma vez, terminaram na liderança do ranking geral dos Jogos Olímpicos, em sua 31ª edição. Após 16 dias de competições no Rio de Janeiro, o time norte-americano acumulou 121 medalhas no total, sendo 46 de ouro, 37 de prata e 38 de bronze. Foram 19 títulos a mais que a Grã-Bretanha, segunda colocada na lista de pódios do maior evento esportivo do mundo. Ser uma potência olímpica, no entanto, demanda altos níveis de investimentos realizados nas diversas modalidades esportivas.

De acordo com números financeiros do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, o sucesso esportivo está ligado ao modo eficiente pelo qual o investimento é feito nas confederações, infraestrutura, e ações de marketing.

Só em 2015 o comitê norte-americano teve o suporte de 148 milhões de dólares em receitas (cerca de R$ 475 milhões, na cotação atual), sendo que 98 milhões vieram do marketing e outros direitos. O restante do montante é fruto de doações, licenciamento e venda de produtos.

Destes 148 milhões de dólares, 76 milhões são destinados para as confederações membros do Comitê Olímpico dos Estados Unidos. Outros 42 milhões ajudam a manter a infraestrutura esportiva sempre modernizada: a quantia é distribuída para a manutenção e construção de centros de treinamento, com aporte de 30 milhões de dólares, e no controle e prevenção de doping, com 5 milhões, além da medicina especializada, com mais sete milhões.

A principal entidade esportiva norte-americana ainda injeta 7 milhões de dólares para arcar com custos das delegações durante as competições internacionais. O restante do valor é gasto na área administrativa do esporte estadunidense, como relações internacionais, marketing, educação e coaching.

A seriedade com a qual a maior potência olímpica lida com o esporte explica o sucesso do time norte-americano nos Jogos do Rio de Janeiro. Na capital fluminense, os norte-americanos medalharam em 25 das 42 modalidades do Rio 2016. Para efeito comparativo, o Brasil, 13º colocado no ranking dos Jogos, subiu ao pódio em 12 esportes diferentes.

Comente