Motor/Fórmula 1

Para Hamilton, tirar a Ferrari do pódio é um “grande golpe” na escuderia

São Paulo , SP
11/06/2017 22:10:30

Em: Fórmula 1, Motor
Hamilton declarou que não conseguiria vencer sem apoio da equipe (Foto: Dan Istitene/AFP)

O vencedor do Grande Prêmio canadense, Lewis Hamilton, considerou o resultado da competição um “grande golpe” na escuderia italiana. Esta é a primeira vez no ano que a equipe rival não subiu ao pódio. “Ganhar à frente da Ferrari é fantástico”, declarou o número um deste domingo.

Na etapa do Canadá, os dois lugares mais altos do pódio foram ocupados por pilotos da Mercedes: o britânico Hamilton, em primeiro, e o finlandês Valtteri Bottas, segundo colocado. “Tem sido uma semana incrível”, disse o seis vezes campeão do circuito. “Eu não poderia estar mais feliz, principalmente pela equipe”. O terceiro melhor tempo foi de Daniel Ricciardo, da Red Bull.

“Nestes cinco anos com a Mercedes, eu nunca tinha visto o time trabalhar tão bem e tão junto, lutando por um mesmo objetivo, que era entender o carro e vir aqui fazer o que fizemos — um grande golpe na Ferrari”, declarou o atual número dois do ranking geral, com 129 pontos. Ele está atrás apenas do alemão Sebastian Vettel, membro da equipe adversária, que soma 141.

O piloto voltou a ressaltar o bom trabalho em equipe. “A Mercedes fez um trabalho muito bom. Foi um ótimo trabalho”, disse o britânico. “O carro está como deveria, mas isso não quer dizer que seremos assim toda vez”.

Para ele, ganhar pontos ao lado de Bottas mostrou, ainda mais, o bom desempenho do time. O finlandês concorda: “Eu também estou feliz por nós e pelo grupo, é impressionante ver o que conseguimos fazer em apenas duas semanas e como conseguimos melhorar enquanto equipe”.